s
Crédito: Pexels/Pixabay
CARREIRA

Por mais mulheres na liderança

No mundo corporativo, um levantamento indica que apenas 46% se dizem plenamente confortáveis com uma mulher como chefe. Em organizações brasileiras, o número cai para 43%

A transformação cultural do mundo corporativo passa pela igualdade de gênero na liderança – e vice-versa. No setor de tecnologia, o desafio de ter maior representatividade feminina em cargos de tomada de decisão é evidente há 25 anos. Mas a cultura do ecossistema de inovação caminha lentamente para este objetivo.

De acordo com pesquisa da Deloitte do ano passado, mulheres ocupam apenas 16,9% dos cargos de liderança globalmente. No Brasil, a proporção cai para 8,6%. O setor de tecnologia não aparece entre as indústrias com maior parcela feminina na liderança, mas nas cinco big techs dos EUA (Facebook, Amazon, Apple, Google e Microsoft) a proporção cresce para 30%.

É consenso entre estudos nesta área que diversidade na liderança promove resultado e inovação. No mercado financeiro, fundos geridos por mulheres performam melhor do que os controlados por homens, de acordo com dados revelados pelo Goldman Sachs. Aliás, o banco definiu que a partir de julho não iria intermediar processos de IPOs de empresas que não tivessem ao menos uma mulher no conselho.

CADASTRE-SE GRÁTIS PARA ACESSAR 5 CONTEÚDOS MENSAIS

Ao cadastrar-se você declara que está de acordo
com nossos Termos de Uso e Privacidade.

Cadastrar

A intenção do Goldman Sachs é boa, mas a iniciativa não é suficiente. Empresas não podem simplesmente inserir uma mulher em um conselho de administração e reivindicar uma posição de apoio à igualdade e diversidade de gênero. Trata-se de uma transformação cultural para a diversidade que se origina e se concretiza nas posições de liderança.

Apenas 46% do mundo corporativo diz estar plenamente confortável com uma mulher como chefe, segundo levantamento da Kantar. Em organizações brasileiras, o número cai para 43%. Estes dados comprovam que ainda existem diversas barreiras culturais invisíveis impedindo que as mulheres possam crescer na carreira e efetivamente atuar como líderes.

Experiência do colaborador: precisamos olhar para EX

Tendências

Experiência do colaborador: precisamos olhar para EX

A boa ou a má experiência de um trabalhador pode influenciar sua decisão de mudar de emprego, voltar para uma empresa na qual trabalhou e a probabilidade de recomendar uma organização para outros talentos

Como incorporar o propósito a todos os níveis da organização

Liderança

Como incorporar o propósito a todos os níveis da organização

A importância de ter um propósito claro e os benefícios de tê-lo provavelmente são claros para a maioria dos líderes, diz a CEO da consultoria BrightHouse Ashley M. Grice

Mulheres na liderança: é preciso criar um pipeline nas empresas

Carreira

Mulheres na liderança: é preciso criar um pipeline nas empresas

Uma pesquisa aponta que mulheres deixam de ser promovidas para cargos de liderança porque são vistas como tendo menos potencial

Liderança inclusiva rende mais promoção, retenção e lucros

Liderança

Liderança inclusiva rende mais promoção, retenção e lucros

As organizações que trocaram CEOs menos inclusivos por outros que ouvem opiniões do time e dos colegas, compartilhando os créditos, tiveram melhores resultados, aponta uma pesquisa

Criatividade: quando criticar (ou não) uma ideia pode torná-la melhor

Inovação

Criatividade: quando criticar (ou não) uma ideia pode torná-la melho...

Tudo depende do contexto, de acordo com uma nova pesquisa: se for colaborativo, a crítica pode ampliar a imaginação e tornar a ideia melhor

Por Redação The Shift
Produtividade sustentável é solução para dilema produtividade X bem-estar

Tendências

Produtividade sustentável é solução para dilema produtividade X be...

Produtividade sustentável é manter um equilíbrio entre as necessidades do colaborador e as necessidades da organização

Por Redação The Shift