s
Alan Leite CEO & Partner da Startup Farm (divulgação)
ENTREVISTA

O fundador é a principal peça de tudo

Alan Leite, CEO & Partner da aceleradora Startup.Farm, é um idealista pragmático. Acredita que o founder é a peça fundamental de qualquer empreendimento e sabe quanto é difícil colocar uma ideia nova para funcionar

Por Silvia Bassi 13/12/2019

Quando seu entrevistado se dispõe a passar quase uma tarde inteira (abrindo mão de várias reuniões importantes) para te contar como é fundamental acolher, apoiar e proteger o founder (fundador) de uma startup, você entende porque ele abriu mão de uma vida toda organizada no Rio de Janeiro, tendo o Cristo Redentor como paisagem da janela de casa e um belo salário de consultor, para se mudar para São Paulo e cuidar de uma aceleradora só recebendo ajuda de custo.

E acredita quando ele diz que o motivo da decisão foi propósito. "A Startup.Farm nasceu em São Paulo, em 2011, idealizada pelo Felipe Matos. Eu vim um ano depois, convidado pelo Felipe para cuidar dela. Foi propósito que me fez largar tudo e isso não é BS. Vi que estava ajudando grandes empresas a ganhar muito dinheiro e cheguei à conclusão que queria ajudar gente que estava na outra ponta a realizar seu sonho de criar alguma coisa".

Alan Leite, CEO & Partner da aceleradora Startup.Farm, é um idealista pragmático, se é possível pensar assim. Acredita que o founder é a peça mais importante e fundamental de qualquer empreendimento e sabe o quanto é difícil colocar uma ideia nova para funcionar. Por isso defende que a melhor combinação para uma aceleradora é ser acolhedora, apostar na diversidade e ter uma relação brutalmente honesta com os empreendedores. "Tipo família, sabe, quando a gente diz que é melhor apanhar em casa do que na rua".

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Eles apostam alto no fruit-based

Entrevista

Eles apostam alto no fruit-based

Le Mendes e Pedro Ian estão emprenhados em transformar a Fábrica Meatz em uma das maiores foodtechs brasileiras, com produtos disruptivos e inéditos, como a recém-lançada carne louca de jaca

No will bank, a meta é mudar a relação entre pessoas e bancos

Entrevista

No will bank, a meta é mudar a relação entre pessoas e bancos

O banco digital quer que o mundo das finanças deixe de ser um bicho de sete cabeças ao resolver os problemas de quem tem conta e também dos desbancarizados

Por Marina Hortélio
Da fazenda de cogumelos à transformação digital dos documentos

Entrevista

Da fazenda de cogumelos à transformação digital dos documentos

Orlando Souza, CEO da Iron Mountain, conta como a empresa, de 70 anos, está usando IA para extrair valor da informação escondida em mais de 50 tipos de formatos

Por Silvia Bassi
A meritocracia é uma farsa (mas não precisa ser)

Entrevista

A meritocracia é uma farsa (mas não precisa ser)

Daniel Markovits aponta o que está errado no sistema meritocrático e diz que a meritocracia pode ser revista para deixar de ser uma ferramenta de exclusão

Um amigo do clima, acima de tudo

Entrevista

Um amigo do clima, acima de tudo

Impulsionar a transição para uma economia de baixo carbono, usando tecnologias desenvolvidas no Brasil, é o propósito que move Felipe Bittencourt à frente da B-Corp WayCarbon

A tecnologia que faz surdos e ouvintes se entenderem

Inteligência Artificial

A tecnologia que faz surdos e ouvintes se entenderem

Com o uso de Inteligência Artificial, a startup alagoana Hand Talk traduz português e inglês em línguas de sinais. O propósito é reduzir as barreiras de comunicação entre surdos e ouvintes, como conta o CEO Ronaldo Tenório

Por Marina Hortélio