s
O psicólogo argentino Tomas Chamorro-Premuzic é especialista em perfis de gestão Crédito: Divulgação
CARREIRA

Por que homens incompetentes assumem o poder?

O psicólogo Tomas Chamorro-Premuzic diz que se os líderes fossem escolhidos por sua competência, e não pela autoconfiança, as empresas contariam com líderes realmente competentes

Porque o mundo não coloca obstáculos suficientes na carreira dos homens incompetentes. Essa é a resposta curta do psicólogo Tomas Chamorro-Premuzic, especialista em perfis psicológicos, gestão de talentos, desenvolvimento de lideranças e people analytics, e professor de Business Psychology na University College London e na Columbia University, dada nessa palestra no TEDxUniversityofNevada.

Se de fato os líderes fossem escolhidos por competência ao invés de autoconfiança, humildade ao invés de carisma, e integridade ao invés de narcisismo, teríamos não só mais líderes competentes, mas também mais mulheres na liderança, diz Chamorro-Premuzic, que é autor de 10 livros sobre gestão de talentos, sendo que o mais recente tem o título explícito “Why Do So Many Incompetent Men Become Leaders?: (And How to Fix It)“. Note que ele fala homens, e não pessoas, mostrando que o sexismo é um dos principais obstáculos não só para termos líderes melhores, mas mais mulheres em cargos de liderança.

O outro fator gerador de erros terríveis de escolha de liderança é o processo de escolha de pessoas que invariavelmente tende a interpretar a combinação de carisma, autoconfiança e arrogância como sinais de habilidades para resolver problemas como líder quando, na verdade, deveriam ser vistos como sinais vermelhos de alerta de encrenca, diz Chamorro-Premuzic. E é por isso que ele sugere jogar fora as entrevistas de emprego.

CADASTRE-SE GRÁTIS PARA ACESSAR 5 CONTEÚDOS MENSAIS

Já recebe a newsletter? Ative seu acesso

Ao cadastrar-se você declara que está de acordo
com nossos Termos de Uso e Privacidade.

Cadastrar

B.NOUS: soft skills para estar pronto para o futuro

Carreira

B.NOUS: soft skills para estar pronto para o futuro

As soft skills são fundamentais, mas as empresas ainda tem dificuldades em fomentá-las. A B.NOUS cria trilhas personalizadas de aprendizagem para reduzir as barreiras dessa jornada.

Chega de embromação:

Entrevista

Chega de embromação: "temos que colocar dinheiro nas mãos das mulhe...

Para a CEO da socialtech B2Mamy, Dani Junco, só o dinheiro liberta. Por isso, as startups e as iniciativas de apoio ao empreendedorismo feminino devem receber mais cheques.

Entre as startups, falta governança corporativa

Liderança

Entre as startups, falta governança corporativa

A recomendação é aplicar práticas de governança desde o começo e evoluir com o crescimento da companhia.

Um mapa para a nova era

Inovação

Um mapa para a nova era

O artigo “On the cusp for a New Era”, publicado pelo McKinsey Global Institute esta semana, propõe uma reflexão se – em um cenário aparentemente distópico - encontraremos o próximo motor de produtividade para impulsionar o cresci...

Habilidades socioemocionais preparam as empresas para o futuro

Entrevista

Habilidades socioemocionais preparam as empresas para o futuro

Filip De Fruyt, Professor da Universidade de Ghent, na Bélgica e membro do conselho científico do eduLab 21, do Instituto Ayrton Senna, explica, em entrevista exclusiva à THE SHIFT, que perfis profissionais estão mais aptos a enfrentar...

O lado obscuro do trabalho remoto 

Carreira

O lado obscuro do trabalho remoto 

Falta de horário fixo, dispersão, procrastinação, isolamento social, menos engajamento, ansiedade e depressão são alguns dos efeitos que estão comprometendo a saúde mental dos profissionais