s
Desconstruir e reinventar continuamente o próprio trabalho, tornando-o mais atrativo para o talento e de maior valor para a organização Crédito: Unsplash
GESTÃO

Falta gente capacitada? É hora de pivotar de habilidades para jobs to be done

Ao desconstruir e reinventar o próprio trabalho, ele se torna mais atrativo para os profissionais e de maior valor para a organização

Por Soraia Yoshida 07/02/2022

Se a sua empresa está com dificuldade de encontrar algumas vagas porque a concorrência anda grande ou simplesmente porque está mais difícil encontrar profissionais com todas as qualificações que se deseja, talvez seja hora de pivotar. Assim como fazem as startups, ao perceber que as coisas não estão indo como o planejado, as organizações também podem pivotar a maneira de buscar e distribuir as qualificações.

No livro “Work Without Jobs: How to Reboot Your Organization’s Work Operating System”, Ravin Jesuthasan e John W. Boudreau vão contra a ideia de que o trabalho é fixo e para ser feito é preciso buscar um “substituto com experiência e conhecimento comparáveis”. “A solução para essa falsa escolha é desconstruir e reinventar continuamente o próprio trabalho, tornando-o mais atrativo para o talento e de maior valor para a organização”, escrevem os autores neste artigo.

Em outras palavras, pivotar de habilidades para jobs to be done.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis e tenha acesso a 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Como construir a segurança psicológica também no trabalho híbrido

Liderança

Como construir a segurança psicológica também no trabalho híbrido

Em um ambiente de segurança psicológica, todos sentem que podem perguntar, opinar, questionar, criticar, apontar erros e acertos, sem julgamentos

Por Soraia Yoshida
Como desenvolver a criatividade no trabalho remoto

Liderança

Como desenvolver a criatividade no trabalho remoto

Em um ambiente de trabalho remoto ou mesmo híbrido, as equipes não estão presentes todos os dias. Como desenvolver um ambiente criativo e inovador?

Por Soraia Yoshida
Como identificar e trazer lifelong learners para sua empresa

Liderança

Como identificar e trazer lifelong learners para sua empresa

A mentalidade de aprendizado contínuo é a chave para adaptar, mudar, inovar, crescer

Por Soraia Yoshida
Como lideranças podem desenvolver times de alta performance

Liderança

Como lideranças podem desenvolver times de alta performance

Confiança, autonomia, comunicação, segurança psicológica, aprendizado contínuo, trabalho colaborativo: todos esses elementos entram na criação de uma equipe de alta performance. Mas a liderança tem que entender e direcionar seu tim...

Por Soraia Yoshida
Como montar um time cognitivamente mais diverso

Diversidade

Como montar um time cognitivamente mais diverso

A diversidade dentro de uma organização pode estar no processo mental, ou seja, no modelo cognitivo de quem pensa de um jeito diferente do seu

Por Soraia Yoshida
Como o flow pode fazer diferença na sua vida em 2022

Carreira

Como o flow pode fazer diferença na sua vida em 2022

Estar no flow e como vivê-lo é importante para nossa saúde mental e bem-estar em geral

Por Richard Huskey, The Conversation