s
Um profissional contratado pela descrição acaba realizando outras funções que inicialmente não estavam no papel Crédito: Shutterstock
CARREIRA

Está na hora de repensar os requisitos para cargos?

Executivos de RH e gestores de pessoas terão de se concentrar nas habilidades dos profissionais, não nas tarefas que vão executar

Por Soraia Yoshida 13/12/2021

O que uma pandemia não faz com o mundo do trabalho. Ao acelerar mudanças em processos e demandas, que já vinham passando por profundas alterações com a transformação digital, acabou escancarando o fato de que os requisitos pedidos para cargos tradicionais estão desatualizados. O ambiente de trabalho mais horizontalizado, colaborativo, permeado por trocas e parcerias que temos hoje não tem espaço para limites profissionais rígidos. E isso não se aplica apenas a C-levels.

Um profissional contratado pela descrição acaba realizando outras funções que inicialmente não estavam no papel simplesmente porque tem de trabalhar com outras equipes e oferecer experiência fora dos limites de seu departamento.

Considerando que os colaboradores mais engajados estão cada vez mais em busca de novas habilidades para acompanhar a velocidade das transformações, É comum ver que muita gente está “cruzando as linhas divisórias” que definiam o que cabia no seu pratinho para aumentar a produtividade e a qualidade do trabalho.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis e tenha acesso a 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

“O RH tem que ser um criador de capacidades”

Entrevista

“O RH tem que ser um criador de capacidades”

Há mais de cinco anos, Ludymila Pimenta criou a RHlab para ser um laboratório de soluções inovadoras em gestão de gente, mas com potencial de desenvolver talentos e lideranças

Por Soraia Yoshida
A neurodiversidade pode ser um ponto forte nas empresas

Carreira

A neurodiversidade pode ser um ponto forte nas empresas

Pessoas com habilidades cognitivas diferentes podem se tornar extremamente produtivas com um ambiente de trabalho desenhado para acomodar suas diferenças

Por Miriam Moeller, Dana L. Ott e Emily Russo, The Conversation
Abaixo a Síndrome do Impostor

Carreira

Abaixo a Síndrome do Impostor

O transtorno costuma acompanhar a carreira de muitas mulheres bem-sucedidas que, em algum momento, começam a duvidar de sua capacidade

Por Redação The Shift
Como tornar o recrutamento de talentos mais diverso (de verdade)

Carreira

Como tornar o recrutamento de talentos mais diverso (de verdade)

Uma parte das empresas já enxerga que tornar seu recrutamento mais diverso e inclusivo é uma mudança necessária com enormes ganhos no longo prazo

Por Soraia Yoshida
Diversidade geracional e inserção de idosos no mercado de trabalho

Carreira

Diversidade geracional e inserção de idosos no mercado de trabalho

Com o envelhecimento gradual da população e os desafios da pandemia, torna-se necessário repensar carreiras e processos seletivos para profissionais 50+

Por João Ortega
Comunicação: um emoji pode significar várias coisas

Carreira

Comunicação: um emoji pode significar várias coisas

O emoji que você coloca em suas mensagens pode significar algo bem diferente para a Geração Z

Por Soraia Yoshida