s

LIDERANÇA

Quer mais inovação nos negócios? Promova o trabalho colaborativo

Promover o espírito colaborativo dentro das equipes – trabalhem elas em formato de squad ou grupos multidisciplinares – é papel da liderança

Por Soraia Yoshida 28/02/2021

“Se você quiser ir rápido, vá sozinho. Se você quer ir longe, vá junto”.

Margot Bloomstein

Em menos de um ano, as equipes mudaram sua maneira de trabalhar. As tarefas do dia a dia estão todas em plataforma, acessíveis e transparentes a todos os integrantes e lideranças. O trabalho que exige colaboração – e que envolve a ideação, o desenvolvimento do aprendizado coletivo, a busca pela inovação e a construção de cultura compartilhada – está sendo feito e melhorado todos os dias. O quanto esse trabalho colaborativo pode crescer como uma inteligência integrada depende também de uma liderança dotada de habilidades para o admirável mundo novo do trabalho híbrido.

Promover o espírito colaborativo dentro das equipes – trabalhem elas em formato de squad ou grupos multidisciplinares – é papel da liderança. Esse trabalho de construção independe de a empresa ter uma cultura que é mais aberta ou que bota muita pressão por resultados – e na qual os times se sentem competindo uns com os outros o tempo inteiro. “A cobrança por resultados é uma condição inerente a qualquer atividade econômica, mas o tipo de pressão exercida nos colaboradores é que irá diferenciar as lideranças”, diz Leonardo Freitas, CEO da Hayman-Woodward, empresa especializada em mobilidade global e consultoria profissional. “Líderes otimistas geram colaboradores proativos. Líderes intimidadores geram colaboradores reativos que irão fazer apenas aquilo que é designado. Como diz a máxima: líder nunca deve ser imposto e sim reconhecido”.

Parte das lideranças a iniciativa de motivar os colaboradores para que persigam uma meta maior, em grupo, aproveitando seus talentos individuais da melhor forma. Em resumo, o grupo precisa ser melhor do que cada integrante. “Mais do que isso, é preciso trabalhar a cultura ao redor das equipes que, em conjunto com metas globais, podem ajudar a empresa a ter um ambiente amistoso, competitivo, mas muito colaborativo”, explica Rodrigo Vianna, CEO da Mappit, empresa do Talenses Group especializada em recrutamento para vagas de início de carreira.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Como pensar mais simples em 2021?

Gestão

Como pensar mais simples em 2021?

O importante é começar pela identificação do problema e ultrapassar nossos "pontos cegos" para analisar cenários

Por Silvia Bassi
É hora de voltar ao escritório?

Liderança

É hora de voltar ao escritório?

Qualquer RH ou liderança que proponha essa ideia tem que estar preparado para a sensação de choque que certamente virá da maior parte dos colaboradores

Por Soraia Yoshida
Nunca foi tão importante aprender a desaprender

Liderança

Nunca foi tão importante aprender a desaprender

Em um cenário como o de 2021, com a necessidade de crescimento, aquilo que deu certo antes pode não funcionar mais. É preciso mudar

Por Soraia Yoshida
O que as lideranças precisam ter (e ser) em 2021

Carreira

O que as lideranças precisam ter (e ser) em 2021

Ter conhecimento técnico é básico, o executivo precisa se sobressair com flexibilidade, criatividade e a capacidade de fazer conexões com outras indústrias

Por Soraia Yoshida
Por que todo mundo tem que ser ESG?

Sustentabilidade

Por que todo mundo tem que ser ESG?

Um programa ESG robusto pode abrir acesso a grandes volumes de capital, construir uma marca corporativa mais forte e promover o crescimento sustentável de longo prazo, beneficiando empresas e investidores

Por Soraia Yoshida
Qual é a narrativa da sua empresa?

Carreira

Qual é a narrativa da sua empresa?

Criar e compartilhar uma narrativa que envolva os colaboradores e vá além do lucro para os acionistas é uma visão que pode destacar a organização

Por Soraia Yoshida