s
Crédito: National Cancer Institute

INOVAÇÃO

Uma revolução biológica vem aí

Essa nova onda de inovação pode impactar diferentes áreas como saúde, agricultura, energia, novos materiais até bens de consumo, ajudando a enfrentar os desafios globais

A confluência de avanços na ciência biológica e desenvolvimento acelerado da computação, automação e inteligência artificial estão alimentando uma nova onda de inovação. Essa Revolução Biológica pode ter um impacto significativo nas economias e em nossas vidas, da saúde e agricultura aos bens de consumo, energia e novos materiais, ajudando a enfrentar os desafios globais, das mudanças climáticas às pandemias.

O relatório “The Bio Revolution – Innovations transforming economies, societies, and our lives“, da McKinsey, sugere que cerca de 60% dos insumos físicos da economia global poderiam ser produzidos biologicamente.  Seus autores mapearam cerca de 400 aplicações, quase todas cientificamente viáveis hoje, que poderiam ter impacto econômico direto de até US$ 4 trilhões por ano nos próximos 10 a 20 anos.

Segundo o relatório, as inovações estão agrupadas em quatro áreas:

Receba grátis nossa newsletter
  • Biomoléculas – o mapeamento, medida e engenharia de moléculas
  • Biosistemas – a engenharia de células, tecidos e órgão
  • Biomáquinas – a interface entre Biologia e máquinas
  • Biocomputação – o uso de células o moléculas como DNA para computação

Muitas delas implicam riscos profundos, precisamos seguir debatendo seriamente sobre como essa revolução deve prosseguir.

Crédito: McKinsey Global Institute

 

Daniel Kahneman: a falha no nosso julgamento mais difícil de perceber do que o viés cognitivo

Tendências

Daniel Kahneman: a falha no nosso julgamento mais difícil de perceber...

O ruído só pode ser identificado nas estatísticas, por isso é mais difícil pensar sobre ele do que o viés cognitivo

Por Ben Newell, The Conversation
A tecnologia que faz surdos e ouvintes se entenderem

Inteligência Artificial

A tecnologia que faz surdos e ouvintes se entenderem

Com o uso de Inteligência Artificial, a startup alagoana Hand Talk traduz português e inglês em línguas de sinais. O propósito é reduzir as barreiras de comunicação entre surdos e ouvintes, como conta o CEO Ronaldo Tenório

Por Marina Hortélio
A métrica perdida do Net Zero

Tendências

A métrica perdida do Net Zero

Pelo menos metade das empresas está errando em até 40% as métricas

Por Silvia Bassi
A disrupção digital que já mudou os pagamentos chega aos seguros

Tendências

A disrupção digital que já mudou os pagamentos chega aos seguros

Os participantes desses ecossistemas serão definidos por sua força dentro de uma cadeia de valor hiperespecializada, se tornando cada vez mais orquestradores de soluções

Por Cristina De Luca
Como ganhar a vida jogando: entenda os games de NFT

Tendências

Como ganhar a vida jogando: entenda os games de NFT

Vivendo e aprendendo a jogar no modelo P2E

Por Silvia Bassi
E a IA começa a se tornar onipresente, de fato

Inteligência Artificial

E a IA começa a se tornar onipresente, de fato

Com TinyML, qualquer objeto, por menor que seja, se tornará inteligente. A tecnologia permite fazer mais com menos espaço e poder computacional

Por Cristina De Luca