s
Toda vez que uma liderança consegue explicar por que sua empresa existe, o que representa e por que isso importa para as pessoas, ela está compartilhando sua narrativa estratégica Crédito: Shutterstock

CARREIRA

Qual é a narrativa da sua empresa?

Criar e compartilhar uma narrativa que envolva os colaboradores e vá além do lucro para os acionistas é uma visão que pode destacar a organização

Por Soraia Yoshida 05/02/2021

Em tempos incertos, a mudança é a única constante. Isso vale para as lideranças e para a rede de colaboradores. Para que a companhia esteja coesa e unida em torno de seus objetivos, as mudanças precisam ser comunicadas de forma clara e usando os canais formais – e em alguns casos, informais – da organização. E estabelecer que as mudanças que a organização precisa fazer podem ir bem além da criação de valor para acionistas.

A narrativa estratégica vai dar a liga a essa mensagem que deve ser passada. Não é um jargão novo – já está rodando pelo menos desde meados de 2000. Mas com a comunicação de que deixaria o cargo de CEO da Amazon, Jeff Bezos colocou em pauta novamente a narrativa estratégica, que ele mesmo ajudou a propagar ao transformá-la em uma vantagem competitiva para a companhia.

Quando instituiu as reuniões do time S (de Sênior), Bezos descartou o uso de apresentações em Power Point, que eram a norma – e ainda continuam sendo – na maioria das companhias. Em vez disso, todos tinham que ler um texto de até seis páginas. Escrito. Com ideias encadeadas e que fizesse sentido. No memorando sobre a decisão de banir o PPT, ele deu a seguinte explicação: “A razão pela qual escrever um bom memorando de 4 páginas é mais difícil do que ‘escrever’ uma apresentação PPT de 20 páginas é porque a estrutura da narrativa de um bom memo te força a um melhor pensamento e melhor compreensão do que é mais importante e como as coisas estão relacionadas”.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

É hora de voltar ao escritório?

Liderança

É hora de voltar ao escritório?

Qualquer RH ou liderança que proponha essa ideia tem que estar preparado para a sensação de choque que certamente virá da maior parte dos colaboradores

Por Soraia Yoshida
Empresas crescem em confiança e CEOs ganham novos desafios

Liderança

Empresas crescem em confiança e CEOs ganham novos desafios

As empresas ainda têm uma credibilidade maior que os governos, a mídia e as ONGs, de acordo com o Barômetro de Confiança da Edelman. Isso representa mais questões que os CEOs precisam resolver

Por Cristina De Luca
O que as lideranças precisam ter (e ser) em 2021

Carreira

O que as lideranças precisam ter (e ser) em 2021

Ter conhecimento técnico é básico, o executivo precisa se sobressair com flexibilidade, criatividade e a capacidade de fazer conexões com outras indústrias

Por Soraia Yoshida