s
O trabalho é importante, quando traz significado para a vida. Mas não precisa ser a coisa mais importante Crédito: Yan Krukov/Pexels
TENDÊNCIAS

Qual é a importância que o trabalho deveria ter na sua vida?

Essa é uma pergunta central ao movimento anti-trabalho e também para os autores de um livro que defende que o trabalho não deve ocupar um espaço tão grande em nossas vidas

Por Soraia Yoshida 13/12/2021

Decentring work. Essa expressão em inglês sugere que o trabalho não deve ocupar mais o papel central que vinha tendo até agora em nossas vidas. O trabalho é importante, mas não é a coisa mais importante. Podemos trabalhar menos e dedicar tempo a projetos pessoais, sem ficarmos exauridos – a ponto de esquecer dos amigos. Ter uma vida mais equilibrada, sem deixar que o trabalho defina quem somos e como vivemos.

Essas ideias permeiam o livro “Out of Office: The Big Problem and Bigger Promise of Working from Home”, de Anne Helen Petersen e Charlie Warzel, dois repórteres que trocaram Nova York por Montana em 2017, após trabalhar para gigantes da mídia. No arranjo do home office (work from home ou WFH), o casal começou a se questionar. Por que, em nossas próprias casas, devemos estruturar nossas vidas em torno das normas do escritório se elas nem mesmo nos tornam mais produtivos? Por que trabalhar 40 horas por semana se entregaríamos melhores resultados em 30? Por que todas essas ferramentas que permitem a comunicação começam a se parecer mais com dispositivos de vigilância?


Esses questionamentos também estão disseminados no movimento anti-trabalho, que reúne pessoas para quem os valores carreiristas e a erosão dos direitos dos trabalhadores levam a pensar se é possível termos um mundo sem trabalho. A proposta parece coisa de gente que não tem o que fazer, mas está pegando momentum: mais de 1,3 milhão de pessoas fazem parte da comunidade no Reddit, onde as pessoas dividem histórias, compartilham quanto ganham e como pedir equiparação e discutem como as companhias lucram em cima dos trabalhadores, oferecendo salários baixos. Em outubro o subreddit r/antiwork registrou um aumento de 172% em cima do número de assinantes em relação ao ano anterior e um crescimento de 244% nas postagens e comentários – além de 282% mais em visualizações. A expectativa é que iria ultrapassar 1 milhão até o final do ano. Meta batida com louvor.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis e tenha acesso a 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Atenção: seu funcionário pode estar pensando em pedir demissão

Trabalho Remoto

Atenção: seu funcionário pode estar pensando em pedir demissão

Pesquisas indicam que os profissionais estão exaustos, trabalhando muito, e que a adoção do trabalho híbrido pode trazer a possibilidade de trabalhar em qualquer lugar

Por Soraia Yoshida
Como montar um time cognitivamente mais diverso

Diversidade

Como montar um time cognitivamente mais diverso

A diversidade dentro de uma organização pode estar no processo mental, ou seja, no modelo cognitivo de quem pensa de um jeito diferente do seu

Por Soraia Yoshida
Empatia é o skill mais importante para um líder

Carreira

Empatia é o skill mais importante para um líder

Os funcionários descrevem um líder empático como alguém transparente, justo e que cumpre o combinado em suas ações

Por Soraia Yoshida
Futuro do trabalho está em upskilling e reskilling

Gestão

Futuro do trabalho está em upskilling e reskilling

Para cima ou para o lado? As empresas que quiserem manter uma vantagem competitiva precisam colocar o processo de qualificação e requalificação em sua estratégia

Por Soraia Yoshida
Lideranças e equipes precisam rir mais juntos

Liderança

Lideranças e equipes precisam rir mais juntos

O riso é um poderoso agente de conexão, que pode ajudar a produtividade, criatividade e melhorar muito um ambiente de trabalho estressante

Por Soraia Yoshida
Mais flexibilidade no trabalho, menos burnout

Carreira

Mais flexibilidade no trabalho, menos burnout

Síndrome do burnout é resultante do estresse crônico no local de trabalho que não foi administrado com sucesso

Por Soraia Yoshida