s
Entrada da primeira loja Amazon Go - Seattle Foto: Amazon.com - Divulgação
LIDERANÇA

“Continuamos no Day 1”, diz Jeff Bezos aos acionistas da Amazon

A edição 2020 da famosa carta anual do CEO da Amazon.com, tradição desde 1997, aponta que os tempos estão "incrivelmente difíceis, mas são um lembrete do impacto que nós podemos fazer na vida das pessoas"

"Embora estes sejam tempos incrivelmente difíceis, eles são um lembrete importante de que o que fazemos como empresa pode fazer uma grande diferença na vida das pessoas", diz Jeff Bezos, CEO da Amazon, na mais recente de suas cartas endereçadas aos acionistas da empresa.

Não há dúvida de que os serviços da Amazon estão em alta demanda desde o início da crise, quando a empresa contratou 100 mil novos funcionários em março e agora busca adicionar outros 75 mil trabalhadores. No entanto, além do impacto imediato nos negócios da Amazon, Bezos tirou um tempo para explicar outras maneiras importantes pelas quais a empresa está respondendo à crise e como está mantendo seu foco de longo prazo além da pandemia.

E foca em quatro pontos que considera cruciais nesse momento: ajudar a testar o maior número possível de americanos, através da Amazon Care, já que os testes são cruciais para superar o vírus e retornar o trabalho e a vida cotidiana de forma segura; o papel que a Amazon Web Services e seus serviços em nuvem estão desempenhando durante a crise; as ações feitas para manter os trabalhadores do serviço de e-commerce seguros e amparados, apesar de a companhia continuar a ser alvo de críticas trabalhistas; e os progressos da Amazon em relação às metas do Acordo de Paris.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Continua difícil atrair talentos

Liderança

Continua difícil atrair talentos

Recentes pesquisas mostram que existe um conflito de interesses entre o que as empresas desejam e o que as pessoas que buscam por trabalho desejam.

Quando agilidade é ilusão

Liderança

Quando agilidade é ilusão

Embora a maioria das empresas afirme ter feito mudanças ágeis, poucas alcançaram impacto nos negócios, indicando uma discrepância significativa entre a agilidade percebida e a real.

Como o poder se relaciona com a estratégia

Liderança

Como o poder se relaciona com a estratégia

Quando se trata de posicionamento estratégico, a maioria das empresas erra na identificação dos impulsionadores de sua vantagem competitiva, diz Hamilton Helmer

Perguntas são a resposta

Liderança

Perguntas são a resposta

A habilidade de fazer as perguntas mais adequadas, gerarão as melhores respostas e soluções. Importante para as lideranças no mercado, mas pouco explorado por eles.

O futuro do trabalho é promissor

Liderança

O futuro do trabalho é promissor

Haverá aumento das oportunidades de trabalho na economia digital movida pela IA? Sim, mas apenas se as lideranças estiverem prontas para lidar com quatro grandes limites, diz estudo do BCG.

KPIs ESG ainda são raros

ESG

KPIs ESG ainda são raros

O princípio que norteia as métricas-chave de desempenho das empresas "escorrega" quando o assunto é ESG. Indicadores-chave consistentes ainda deixam a desejar, segundo pesquisa da KPMG.