s
A pergunta que não quer calar quando se fala em Experiência do Colaborador: Como os colaboradores estão vivenciando seu local de trabalho? Crédito: Christina Morillo/Pexels
TENDÊNCIAS

Experiência do colaborador: precisamos olhar para EX

A boa ou a má experiência de um trabalhador pode influenciar sua decisão de mudar de emprego, voltar para uma empresa na qual trabalhou e a probabilidade de recomendar uma organização para outros talentos

Por Soraia Yoshida 09/05/2022

A Starbucks anunciou que investirá US$ 1 bilhão para aprimorar a experiência dos colaboradores (employee experience ou simplesmente EX) dentro da empresa. Isso inclui, segundo o CEO Howard Schultz, treinamento e colaboração modernizados, inovação nas lojas e aumento salarial. Sim, o objetivo final é oferecer maior lucratividade, mas a preocupação é dar aos clientes uma “experiência elevada”.

Só aí temos três pontos que por si só justificariam que todas as empresas investissem em Experiência do Colaborador: olhar para quem está contato com o cliente resulta em uma experiência do cliente melhor e, consequentemente, mais dinheiro para a companhia. “CX e EX são metades da mesma laranja”, escreve Bruno Guimarães no prefácio do livro “Experiência do Colaborador – Na Teoria e Muita Prática”, que acaba de ser lançado pela Rokkets Editora. “Profissionais engajados e com propósito estarão mais preparados e motivados para entregar a melhor experiência para o cliente final”.

Mas vamos ao princípio: o que é Experiência do Colaborador? De acordo com um estudo do Gallup, “a experiência do colaborador é a jornada que um funcionário faz com sua organização”. “Em seu cerne está essa pergunta: Como os colaboradores estão vivenciando seu local de trabalho? A resposta é a soma de todas as interações que um funcionário tem com um empregador, desde o pré-recrutamento até a saída. Inclui tudo, desde os principais marcos e relacionamentos pessoais até o uso da tecnologia e o ambiente físico de trabalho”, cita o report.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

15 Tendências Tecnológicas mais importantes para as empresas em 2024

Tendências

15 Tendências Tecnológicas mais importantes para as empresas em 2024

Da IA Generativa à Computação de Borda, passando pelas Tecnologias Quânticas e pelo Futuro da Bioengenharia, veja quais são as tendências tecnológicas capazes de trazer mais valor para as empresas

Reskilling: é possível criar um programa de requalificação que funciona?

Tendências

Reskilling: é possível criar um programa de requalificação que fun...

A requalificação deve se tornar uma tendência dominante entre as organizações, mas como garantir programas com melhores resultados para a empresa e para os colaboradores?

Co-Inteligência: o que é e como colaborar com a IA Generativa

Inteligência Artificial

Co-Inteligência: o que é e como colaborar com a IA Generativa

A Co-Inteligência gira em torno da colaboração entre a Inteligência Artificial e humanos, aproveitando os pontos fortes de cada um. Entenda

Transformação Digital em Empresas: Estado de reinvenção contínua

Liderança

Transformação Digital em Empresas: Estado de reinvenção contínua

Mais de 80% das empersas possuem programas de transformação digital

Foco no trabalho: 30 minutos é o limite sem se distrair

Carreira

Foco no trabalho: 30 minutos é o limite sem se distrair

Será que a capacidade de manter a atenção no trabalho está morrendo? Pesquisas indicam que maioria só consegue manter o foco por meia hora, antes de se distrair

The Shift Especial Febraban 2024: Oito visões sobre o próximo nível

Tendências

The Shift Especial Febraban 2024: Oito visões sobre o próximo nível

Em parceria com a Embratel, a The Shift teve a oportunidade de conversar com oito lideranças femininas para discutir o próximo nível das tecnologias no setor financeiro.