s
Ashley M. Grice é CEO e Diretora Administrativa da consultoria BrightHouse, empresa do Boston Consulting Group (BCG Crédito: TED
LIDERANÇA

Como incorporar o propósito a todos os níveis da organização

A importância de ter um propósito claro e os benefícios de tê-lo provavelmente são claros para a maioria dos líderes, diz a CEO da consultoria BrightHouse Ashley M. Grice

Por Soraia Yoshida 18/04/2022

“O propósito não é um projeto de vaidade do CEO”, afirma Ashley M. Grice, CEO e Diretora Administrativa da consultoria BrightHouse, empresa do Boston Consulting Group (BCG). “O propósito é desconfortável. Deve ser porque você está introduzindo uma tensão entre idealismo e realismo: quem você realmente quer ser e quem você é capaz de ser hoje e no futuro”.

O propósito é diferente da missão ou da visão da empresa porque ele se mantém, mesmo quando a liderança muda. Para a estrategista, o poder do propósito está em ultrapassar os limites da inovação e trazer clareza a todos os aspectos de uma organização, desde a sala da diretoria até o chão de fábrica.

 

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Chega de embromação:

Entrevista

Chega de embromação: "temos que colocar dinheiro nas mãos das mulhe...

Para a CEO da socialtech B2Mamy, Dani Junco, só o dinheiro liberta. Por isso, as startups e as iniciativas de apoio ao empreendedorismo feminino devem receber mais cheques.

Entre as startups, falta governança corporativa

Liderança

Entre as startups, falta governança corporativa

A recomendação é aplicar práticas de governança desde o começo e evoluir com o crescimento da companhia.

Um exame diferente para diversidade e inclusão

Gestão

Um exame diferente para diversidade e inclusão

O Teste de Bechdel-Wallace extrapolou as fronteiras da cultura pop e acabou por se tornar uma métrica de aferição da diversidade de gênero aplicável em qualquer instituição

Um mapa para a nova era

Inovação

Um mapa para a nova era

O artigo “On the cusp for a New Era”, publicado pelo McKinsey Global Institute esta semana, propõe uma reflexão se – em um cenário aparentemente distópico - encontraremos o próximo motor de produtividade para impulsionar o cresci...

O lado obscuro do trabalho remoto 

Carreira

O lado obscuro do trabalho remoto 

Falta de horário fixo, dispersão, procrastinação, isolamento social, menos engajamento, ansiedade e depressão são alguns dos efeitos que estão comprometendo a saúde mental dos profissionais

Aparando as arestas do “Grande Desgaste”

Gestão

Aparando as arestas do “Grande Desgaste”

O quiet quitting e a Great Resignation seguem fazendo um estrago. Para atrair talentos, as empresas estão transformando o atrito em negociação. Mas há que ter estratégias