s
Capacidade de incerteza, organização experimental e estratégia como criação vão ajudar a organização a construir sua estratégia em tempos incertos Crédito: Nataliya Vaitkevich/Pexels
LIDERANÇA

Como desenhar sua estratégia diante da incerteza

Em tempos incertos, os velhos frameworks não vão funcionar, mas podem ajudar a criar uma estratégia ágil, resiliente e adaptável

Por Soraia Yoshida 11/07/2022

Em tempos incertos, é comum vermos organizações congelando contratações, reduzindo investimentos em marketing e branding, evitando a entrada em novos mercados e empurrando projetos de inovação para baixo do tapete. Mas essa incerteza que estamos vivendo vem acompanhada de uma complexidade que faz cair por terra as regras do que muitos C-levels conhecem como “fazendo assim, vai dar certo”. Não vai.

De acordo com o “Annual Global CEO Survey” da PwC, publicado em 2020, quando a perspectiva de vacinas ainda era uma discussão remota, adotar essa mentalidade e ações alinhadas pode ser contraproducente no curto prazo e ainda mais no longo prazo. “Os atributos interligados e mutuamente reforçados necessários para ter sucesso na incerteza são claros. As organizações devem ter um viés de ação – alinhar custos com prioridades e estratégia, investir em recursos diferenciados e usar alavancas tradicionais e digitais para executar. Em vez de seguir um único curso fixo, eles devem se engajar continuamente no planejamento de cenários, construindo e avaliando uma série de opções que oferecem uma visão mais ampla da paisagem e possibilidades de sucesso”, cita o estudo.

Em outras palavras, correr para as colinas não é opção – se um dia já foi. O que as organizações precisam é se tornarem mais ágeis – mas equilibrando sua visão com a capacidade de mudar o foco, prioridades e alocação de recursos para atender às mudanças nas circunstâncias –, e também resilientes – para resistir aos impactos externos e se recuperar rapidamente de contratempos, aponta o relatório.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis e tenha acesso a 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Como lideranças podem desenvolver times de alta performance

Liderança

Como lideranças podem desenvolver times de alta performance

Confiança, autonomia, comunicação, segurança psicológica, aprendizado contínuo, trabalho colaborativo: todos esses elementos entram na criação de uma equipe de alta performance. Mas a liderança tem que entender e direcionar seu tim...

Por Soraia Yoshida
Como lideranças podem evitar o viés de comportamento

Liderança

Como lideranças podem evitar o viés de comportamento

Por falta de tempo e pelas características das reuniões digitais, a tendência é julgar situações por conta própria e assumir que falta engajamento e vontade de fazer

Por Soraia Yoshida
Como liderar em tempos de mudanças constantes?

Liderança

Como liderar em tempos de mudanças constantes?

O mindset é essencial para que os times possam ver as mudanças como algo positivo. Elise Mitchell indica estratégias para criar um ambiente favorável a esses desafios

Por Marina Hortélio
Como promover a transformação digital na era do trabalho remoto

Liderança

Como promover a transformação digital na era do trabalho remoto

Criar/atualizar a estratégia de transformação digital de modo a se ajustar ao cenário do trabalho rremoto é o ponto de partida para integrar a tecnologia digital em todas as áreas do negócio

Por Redação The Shift
Como ser tornar uma empresa pronta para o futuro

Liderança

Como ser tornar uma empresa pronta para o futuro

O mundo previsível está sendo chacoalhado por quatro tendências: uma combinação de conectividade aumentada, custos de transação mais baixos, automação sem precedentes, e mudanças demográficas

Por Redação The Shift
Como superar os desafios para uma mudança cultural digital

Liderança

Como superar os desafios para uma mudança cultural digital

As empresas precisam de culturas que incentivem a flexibilidade, adaptabilidade e velocidade. Mas como garantir que as mudanças vão ficar?

Por Soraia Yoshida