s
Fadiga do Zoom: as chamadas em vídeo já são parte do desenho do trabalho híbrido Crédito: Pixabay
TRABALHO REMOTO

A causa da fadiga do Zoom – e o que fazer para evitar

Um estudo da Universidade de Stanford aponta a existência de pelo menos quatro efeitos que o uso contínuo de videochamadas causam em nosso cérebro

Por Soraia Yoshida 11/04/2021

Um ano após o início do experimento do trabalho em casa (Work From Home, como foi denominado ou WFH), já ficou claro que as chamadas em vídeo são uma parte importante do trabalho remoto – e continuarão sendo em um futuro de trabalho híbrido que começa a se desenhar. Mas isso quer dizer que vamos passar os próximos anos de nossas vidas sentados diante da câmera, tensos, tentando ler algum sinal de linguagem corporal, sem sucesso? Não.

A “fadiga do Zoom”, a expressão que pegou após o isolamento social e que define o cansaço gerado por um volume alto de videoconferências (usando plataformas como Teams, Meet, Webex, Zoom etc), é real. De acordo com uma recente pesquisa da Universidade de Stanford, liderada pelo professor de comunicação Jeremy Bailenson, diretor do Laboratório de Interação Humana Virtual (VHIL, na sigla em inglês), o nosso cérebro recebe uma “sobrecarga não-verbal” quando exposto a muitas sessões de videoconferências. O estudo “Nonverbal Overload: A Theoretical Argument for the Causes of Zoom Fatigue” aponta a existência de pelo menos quatro consequências que o uso contínuo de videochamadas causam em nossa mente:

  • Excesso de contato visual
  • Cansaço por enxergar a própria imagem
  • Redução de mobilidade natural humana
  • Esforço extra de atenção cognitiva

Bailenson faz questão de dizer que seu objetivo não é difamar as plataformas de videoconferência – inclusive faz uso delas regularmente – mas destacar que as tecnologias atuais deixam as pessoas exaustas. As companhias poderiam olhar para o estudo e melhorar seus features. O professor da Stanford aproveita para dar sugestões de como organizações podem aproveitar os recursos e diminuir o cansaço.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Relações de trabalho via Zoom são muito mais difíceis de construir

Carreira

Relações de trabalho via Zoom são muito mais difíceis de construir

Há duas maneiras importantes pelas quais os funcionários podem superar as desvantagens das chamadas em vídeo

Como manter o social no trabalho (sem fazer social)

Liderança

Como manter o social no trabalho (sem fazer social)

Sem almoços ou cafés para compartilhar, sem comentários no escritório, ainda assim é possível construir relacionamentos dentro da empresa

Por Soraia Yoshida
Engajamento na era do trabalho remoto: qual é a sua estratégia?

Liderança

Engajamento na era do trabalho remoto: qual é a sua estratégia?

As organizações que aproveitarem melhor as experiências de trabalho remoto para planejar sua proposta de trabalho híbrido/remoto serão capazes de engajar mais os colaboradores

Por Soraia Yoshida