s
Crédito: Freepik
STARTUPS

Você saberia dizer as diferenças entre unicórnios e camelos?

Infográfico comparativo explica de maneira clara a distinção entre dois  "animais corporativos" em evidência no ecossistema de startups nos últimos tempos

A Norte Ventures produziu um infográfico comparativo para explicar de maneira clara a distinção entre dois  “animais corporativos” em evidência no ecossistema de startups nos últimos tempos: os unicórnios e os camelos (termo criado pelo capitalista de risco, acadêmico e autor Alex Lazarow, que argumenta que o Vale do Silício precisa de uma renovação).

As startups unicórnios prezam pelo crescimento exponencial e, desta forma, estão sempre em busca de novas rodadas de investimentos. Cerca de 48% dos unicórnios estão nos EUA e 24% na China. No Brasil, temos alguns, como 99, Gympass e Loggi.

As startups camelo, por sua vez, priorizam a satisfação do usuário e o equilíbrio financeiro da empresa. Têm modelos de negócio resilientes e lucrativos. E são mais facilmente encontradas em mercados emergentes onde o capital é mais escasso. Aqui no Brasil temos vários exemplos como a Hotmart, VTEX, XP, Locaweb, etc.

CADASTRE-SE GRÁTIS PARA ACESSAR 5 CONTEÚDOS MENSAIS

Já recebe a newsletter? Ative seu acesso

Ao cadastrar-se você declara que está de acordo
com nossos Termos de Uso e Privacidade.

Cadastrar
infográfico camelo x unicórnio

Infográfico da Norte Ventures aponta as diferenças entre camelos e unicórnios

Após regulamentação, startups inovam na telemedicina veterinária

Tendências

Após regulamentação, startups inovam na telemedicina veterinária

O atendimento remoto já era praticado, mas regulamentação deve fazer o modelo evoluir. Novas oportunidades de negócio foram criadas.

Simple2u: como a MAG enfrenta a transformação dos seguros

Entrevista

Simple2u: como a MAG enfrenta a transformação dos seguros

Em entrevista exclusiva à THE SHIFT, Leonardo Lourenço, Head Geral da Simple2u, conta como a insurtech criada dentro do sandbox regulatório da Susep, repensa o segmento.

A economia espacial vai crescer e gerar mais inovação na Terra

Inovação

A economia espacial vai crescer e gerar mais inovação na Terra

O ex-CTO da NASA e CEO da Space Tech Astra, Chris Kemp, acredita que é necessário criar uma economia espacial aberta, na qual colaborações inventivas a tornem livre e competitiva.

Por Linda Lacina | Fórum Econômico Mundial
Energia perdida no ar para a Indústria 4.0

Internet das Coisas

Energia perdida no ar para a Indústria 4.0

Deep tech brasileira criou um método para reciclar ondas eletromagnéticas dispersas no ar como fonte de energia para dispositivos IoT. A solução se encaixa na crescente digitalização da Economia.

Venture Debt ganha tração no Brasil

Startups

Venture Debt ganha tração no Brasil

As vantagens? Capitalizar e alavancar o crescimento das empresas sem diluição societária e com ganhos maiores para os investidores credores, com direito a bônus se a startup for bem-sucedida

Correção no mercado latino: investimentos caem, mas otimismo se mantém

Tendências

Correção no mercado latino: investimentos caem, mas otimismo se mant...

Segundo estudo da LAVCA, 2022 já é o segundo melhor ano para os investimentos de Venture Capital na América Latina.