s
TRANSFORMAÇÃO DIGITAL SEM TRAVAS

Valores inconsistentes com as práticas?

Se uma empresa começa a “flexibilizar” seus valores, isso pode levar a uma degradação irreversível de sua missão e de suas responsabilidades.

Por Sergio Lozinsky 26/04/2024

Assim como as pessoas, empresas devem ter um propósito. E é este propósito que vai nortear a missão e os valores da organização, determinando o seu fazer em todas as esferas. Contudo, tal qual as pessoas, as instituições podem cair em contradição e até mesmo trair aquilo que juravam ser mais valioso para elas.

Pressupõe-se que uma empresa de sucesso deva contribuir para a sociedade de alguma forma.  Ao menos em tese, as empresas existem para resolver um problema, agregar valor e gerar riqueza não apenas para si próprias e seus acionistas, mas também para a sociedade. Essas são questões que devem estar contempladas na própria concepção estratégica de como o negócio atuará.

Normalmente, essa concepção nasce de alguma crença relevante dos fundadores. Ela se baseia em algo que aquele(s) empreendedor(es) acredita(m) ser benéfico para a humanidade, ou ao menos para uma parte da sociedade. A empresa será, então, um agente transformador rumo a essa realidade desejada.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Valores inconsistentes com as práticas?

Transformação Digital sem Travas

Valores inconsistentes com as práticas?

Se uma empresa começa a “flexibilizar” seus valores, isso pode levar a uma degradação irreversível de sua missão e de suas responsabilidades.

Decisões baseadas em dados - mas quais?

Transformação Digital sem Travas

Decisões baseadas em dados - mas quais?

Embora “data driven” tenha sido palavra de ordem nos últimos anos, a cultura de dados ainda é recente, e precisa responder a algumas perguntas-chave para evoluir

A governança corporativa a serviço do ESG

Transformação Digital sem Travas

A governança corporativa a serviço do ESG

O “G” do ESG pode ser freio para a lucratividade da empresa ou alavanca para um crescimento sólido e responsável do ecossistema. Cabe à liderança definir qual dessas opções se tornará realidade.

Como a tecnologia deve pautar as decisões de M&A em 2024?

Transformação Digital sem Travas

Como a tecnologia deve pautar as decisões de M&A em 2024?

O mercado de fusões e aquisições dá sinais de aquecimento - e, com ele, a TI se estabelece como pilar crítico da etapa de due diligence

A agenda da agenda do CEO em 2024

Transformação Digital sem Travas

A agenda da agenda do CEO em 2024

Relatórios apontam urgência na adoção da IA como prioridade para o principal líder da organização. Mas, no plano no qual os desafios de negócio acontecem, quais são as reais prioridades?

Pontos cegos da gestão orçamentária da TI

Transformação Digital sem Travas

Pontos cegos da gestão orçamentária da TI

Definir e gerenciar orçamentos de tecnologia da informação envolve grandes (e nem sempre óbvios) desafios. Como tornar a gestão orçamentária um componente do posicionamento estratégico da TI?