s
Cena do documentário Inteligência Artificial e sua Ética, produzido pela Deutsche Welle Crédito: Reprodução/YouTube
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Os robôs governarão o mundo? Talvez, se deixarmos

Cientistas, filósofos e escritores compartilham sua opinião sobre o impacto do avanço da Inteligência Artificial em nossas vidas, que pode colocar robôs no campo de trabalho e dentro das residências

A humanidade ainda está a décadas de máquinas tão inteligentes quanto os humanos. Mas já existem robôs, assistentes digitais e outras entidades artificialmente inteligentes que podem imitar certas habilidades humanas. Cientistas e especialistas em IA concordam que estamos em uma corrida contra o tempo: precisamos estabelecer diretrizes éticas antes que a tecnologia nos alcance.

Neste mini documentário da Deutsche Welle o professor Jürgen Schmidhuber prevê que a IA será capaz de controlar fábricas robóticas no espaço. O físico sueco-americano Max Tegmark alerta para o risco do vigilantismo por estados totalitários. E o filósofo Thomas Metzinger para a necessidade de uma supervisão humana para as máquinas inteligentes, já que, na sua opinião, a autoregulação “é falsa” e cheia de promessas difíceis de implementar.

Robôs humanóides acionam algo dentro de nós, o que eu chamo de alucinações sociais. Nós, humanos, temos a capacidade de imaginar que estamos lidando com uma contraparte consciente, mesmo que não seja assim”, explica Metzinger, que se opõe à ideia de equipar as máquinas com um auto-modelo consciente. “Quando o primeiro robô exigir direitos civis será tarde demais”, afirma.

CADASTRE-SE GRÁTIS PARA ACESSAR 5 CONTEÚDOS MENSAIS

Já recebe a newsletter? Ative seu acesso

Ao cadastrar-se você declara que está de acordo
com nossos Termos de Uso e Privacidade.

Cadastrar

Texto para vídeo, a próxima fronteira

Inteligência Artificial

Texto para vídeo, a próxima fronteira

Ainda nem nos recuperamos do espanto dos sistemas de IA generativa que produzem imagens a partir de textos e já ingressamos na próxima fronteira: a criação de vídeos a partir de textos

Com Oxygea, a Braskem mira no futuro

Inovação

Com Oxygea, a Braskem mira no futuro

O hub foi criado como uma empresa apartada da Braskem, mas apoia o desenvolvimento de startups capazes de solucionar os desafios ambientais da incumbente.

Deep Learning pode ser o rei das estratégias de segmentação

Inteligência Artificial

Deep Learning pode ser o rei das estratégias de segmentação

Para isso, porém, precisará se firmar como a solução tecnológica perfeita para o futuro sem cookies

Custo é o maior obstáculo à adoção da IA no Brasil

Inteligência Artificial

Custo é o maior obstáculo à adoção da IA no Brasil

Supera inclusive as dificuldades em integrar e dimensionar projetos, a complexidade de dados e a escassez de habilidades e experiência, revela estudo da IBM

IA Responsável: um caminho a percorrer

Inteligência Artificial

IA Responsável: um caminho a percorrer

Novas pesquisas mostram que, embora os líderes concordem que a IA responsável deve ser uma preocupação da alta administração, poucos priorizaram essas iniciativas. Por onde começar?

Nem sempre a IA funciona. Por que?

Inteligência Artificial

Nem sempre a IA funciona. Por que?

É possível resumir o que a inteligência de máquina faz muito bem com três Ps: padrões, probabilidades e performance. O problema é a falta de compreensão das características básicas do problema de negócios.