s
Crédito: Jeshoots.com/Pexels

INOVAÇÃO

Drones, robôs e low-touch nos planos de investimento

Projeção aponta que o mercado chegará a mais de US$ 43 bilhões até 2024, o triplo do tamanho em 2018. A razão? Mais de um terço das empresas considera os drones como um elemento do negócio

Em um mundo Low Touch (baixo contato), o crescimento da adoção de drones e robôs é inevitável. Sinais dessa aceleração aparecem por todos os lugares. Um artigo publicado pela Sifted, sobre o mercado europeu e norte-americano, mostra que as empresas que produzem tais criaturas estão trabalhando como loucas para suprir a demanda. E aí passamos a ver coisas divertidas, como Marley, o robô separador de comida da startup inglesa Karakuki, eleita uma das Top 50 startups globais de retail em 2020.

Outro exemplo é a Starship Technologies, empresa estoniana criada em 2014 por Ahti Heinla e Janus Friis, cofundadores do Skype, (ah Estônia, esse país inovador), que fabrica o robô autônomo entregador Starship. Ele pode ser visto em ação em mais de 100 cidades de 20 diferentes países, entregando livros em universidades norte-americanas ou compras de mercearia e comida nas ruas de Milton Keynes, uma pequena cidade perto de Londres.

Os drones, que se destacam no imaginário popular até agora muito mais pelo seu uso militar, recreativo, ou, mais recentemente, de vigilância e combate à Covid-19, agora entram nesse futuro Low Touch como elementos importantes no ecossistema de várias verticais econômicas. O estudo sobre o mercado de Drones feito pela CompTIA, aponta tendências relevantes - incluindo mudanças regulatórias fundamentais - que podem gerar inovações estratégicas para muitos negócios. Se levar em conta que o estudo foi feito antes da pandemia, coloque aí um boost para todos os números que relatamos abaixo.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Ele alimenta a inovação da BRF

Entrevista

Ele alimenta a inovação da BRF

A missão de Sérgio Pinto, diretor de inovação da BRF, é estimular parcerias e mudanças que agilizem a geração de novos negócios e soluções competitivas, inclusive baseadas em proteínas alternativas

Por Cristina De Luca
VCs setoriais trazem especialização para o mercado brasileiro

Startups

VCs setoriais trazem especialização para o mercado brasileiro

Eles não só aportam smart money de peso para a startups, como ainda possuem conexões importantes para a jornada dos empreendedores

Por Marina Hortélio
Quatro estratégias para energia limpa e mitigação das mudanças climáticas

Inovação

Quatro estratégias para energia limpa e mitigação das mudanças cli...

Pesquisadores apontam alguns passos para tornar reais as metas de sustentabilidade

Por Morgan Bazilian e Dolf Gielen, The Conversation
Femtechs ultrapassam US$ 1 bilhão em captação pela primeira vez

Inovação

Femtechs ultrapassam US$ 1 bilhão em captação pela primeira vez

Elas brilham cada vez mais no mundo. Já, no Brasil, o ecossistema Femtechs ainda está sendo desenhado. Mas possui um grande potencial e também deve crescer rapidamente

Por Marina Hortélio
A ciência do product placement

Tendências

A ciência do product placement

Por que alguns product placements funcionam melhor do que outros? Uma pesquisa explica como chegar ao ponto ideal

Por Beth L. Fossen, The Conversation
O impacto da Era Exponencial nos negócios

Inovação

O impacto da Era Exponencial nos negócios

O escritor Azeem Azhar explora as mudanças trazidas pela Era Exponencial e explica por que as empresas passarão a mediar nossas relações cada vez mais