s
Crédito: Markus Spiske/Unsplash
SEGURANÇA

O que sua empresa deve fazer em relação à LGPD?

Estão em jogo questões como o respeito à privacidade, a liberdade de expressão, de informação, de comunicação e de opinião, além da inviolabilidade da intimidade, da honra e da imagem

Em vigor desde o dia 18 de setembro, a Lei Geral de Proteção de Dados traz desafios para as empresas brasileiras. É momento de agir, e iniciar um processo permanente de análise das atividades de tratamento de dados pessoais dentro de cada organização e dos ajustes necessários para adequá-las aos princípios da Lei, como finalidade, adequação, necessidade, livre acesso, qualidade dos dados, transparência, segurança, prevenção, não discriminação, responsabilização e prestação de contas.

Estão em jogo questões como o respeito à privacidade; a autodeterminação informativa; a liberdade de expressão, de informação, de comunicação e de opinião; a inviolabilidade da intimidade, da honra e da imagem; o desenvolvimento econômico e tecnológico e a inovação; a livre iniciativa, a livre concorrência e a defesa do consumidor; e os direitos humanos, o livre desenvolvimento da personalidade, a dignidade e o exercício da cidadania pelas pessoas naturais.

Como dar os primeiros passos? Quais dificuldades precisarão ser superadas? E de que forma? É o que contam Vanessa Fonseca (Accenture), Carlota Salgueiro (IDEC), José Ziebarth (ex Diretor do Ministério da Economia) e Flávia Mitri (Uber), nesse debate de uma hora promovido pelo Data Privacy Brasil.

Receba grátis nossa newsletter

Dados são a nova areia, provoca Tim O'Reilly

Tendências

Dados são a nova areia, provoca Tim O'Reilly

Nossos dados individuais não são tão valiosos. Reconhecer isso pode orientar como pensamos sobre seu uso indevido

Brasil estagna no ranking de competitividade digital

Segurança

Brasil estagna no ranking de competitividade digital

O país se manteve na posição 51 no IMD World Digital Competitiveness Ranking 2021, que mede indicadores de conhecimento, tecnologia e prontidão futura.

Por Marina Hortélio
A gestão participativa de dados pede passagem

Tendências

A gestão participativa de dados pede passagem

O objetivo é auxiliar empresas, desenvolvedores e formuladores de políticas a entender melhor quais direitos consagrar e aumentar a confiança no compartilhamento e tratamento de dados

Por Cristina De Luca
Confiança e privacidade mudaram para sempre naquele 11 de setembro

Privacidade

Confiança e privacidade mudaram para sempre naquele 11 de setembro

Enquanto a TI passou a ter um papel primordial na chamada "Era do Capitalismo de Vigilância"

Por Cristina De Luca
Aviação após o 11 de setembro: novas regras e mais tecnologia

Segurança

Aviação após o 11 de setembro: novas regras e mais tecnologia

O atentado terrorista contra os EUA mudou a experiência de viajar, com a adoção de novos protocolos como scanners de passageiros e o reforço da identificação dos viajantes antes do embarque

Por Marina Hortélio
Empresas brasileiras estão mais conscientes sobre o uso responsável dos dados

Inteligência Artificial

Empresas brasileiras estão mais conscientes sobre o uso responsável...

Estudo da Logicalis aponta segurança de informação e adequação à LGPD como prioridades para mais da metade das empresas brasileiras nos próximos meses

Por Cristina De Luca