s
360°
Crédito: AE7

O papel do escritório na inovação

Para trabalhadores, o capital intelectual e social é construído por experiências compartilhadas com colegas de trabalho e interações sociais não planejadas

Por Soraia Yoshida 21/03/2021

Para trabalhadores, o capital intelectual e social é construído por experiências compartilhadas com colegas de trabalho e interações sociais não planejadas que ampliam o pensamento

Vamos imaginar que o trabalho corporativo se transformasse em um mercado de ações. O capital intelectual gerado pelos trabalhadores representa as ações em si. No curto prazo, a decisão de colocar os colaboradores (capital humano) em esquema de trabalho remoto preservou as “ações” das companhias. Os trabalhadores, em sua maioria, aplaudiram a ideia e pesquisas recentes apontam que eles não querem voltar ao modelo anterior e frequentar o escritório.

Mas o que acontece se as “ações” desse mercado imaginário começarem a cair? Um novo estudo do Centro para Desenvolvimento Sustentável (CSD) da Universidade de Columbia e do Sustainable Development Solutions Network (SDSN) aponta que a mudança de vez para o trabalho em casa em tempo integral pode “prejudicar o capital intelectual e social, que por sua vez pode afetar empresas e seus funcionários no longo prazo”. ”Nesse contexto, capital social e intelectual pode ser visualizado como ações que estão lentamente se esgotando ao trabalhar principalmente em casa. Essas ações são normalmente reabastecidas por novos fluxos de entrada de pessoas, lugares e ideias”, cita o relatório.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine