s
TENDÊNCIAS

Novo paradigma do gerenciamento da informação: foco no cliente!

Cada vez mais é preciso deixar de falar muito bem a linguagem do medo, da incerteza e da dúvida e passar a fazer parte de uma conversa de negócios, mais estratégica e produtiva, revela pesquisa

Há um ano, a AIIM (Association of Intelligent Information Management) publicou um estudo revelando um sério problema: a tônica das empresas em verem o Gerenciamento da Informação como um mal necessário e um centro de custo, em vez de um imperativo estratégico e pré requisito necessário para o crescimento sustentável. A má notícia é que o quadro não mudou. Piorou. A boa? A de que o mesmo estudo, esse ano, já mostra algumas empresas encontrando um caminho: foco no cliente!

Essas poucas empresas enxergam as abordagens centradas no cliente e as abordagens centradas no risco como dois lados da mesma moeda. Claramente, para elas, os esforços de gerenciamento de informações devem se concentrar no suporte ao negócio e no suporte aos processos de negócios que geram valor para o cliente.

OK, não há maneira fácil de deixar de falar sobre risco e conformidade em setores altamente regulamentados. Em muitos deles, as informações continuam sendo um produto fundamental para gerenciar riscos e para ilustrar a conformidade com os reguladores do setor ou agências governamentais. Parece haver uma visão comum de que, se você se concentrar em agregar valor (ganhar dinheiro), mas errar na conformidade, poderá ser multado pelo regulador, mas você poderá pagar a multa com todo o dinheiro que está ganhando. O que essa posstura não leva em conta é justamente um rissco: o da reputação, que quasse sempre resulta em perda de clientes, receita e valor de mercado.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis e tenha acesso a 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Alfabetização de dados pode ser vantagem competitiva

Tendências

Alfabetização de dados pode ser vantagem competitiva

Os trabalhadores com capacidade de ler, interpretar e discutir dados quantitativos como fonte de informação tomam decisões melhores e mais rápidas

Só a IA pode ajudar a enfrentar o caos informacional que a afeta

Inteligência Artificial

Só a IA pode ajudar a enfrentar o caos informacional que a afeta

O uso bem sucedido da IA pressupõe boa governança de dados e de gestão da informação que, por sua vez, encontrou no Machine Learning a ferramenta ideal para automação do data mining

Por Cristina De Luca
Empresas brasileiras estão mais conscientes sobre o uso responsável dos dados

Inteligência Artificial

Empresas brasileiras estão mais conscientes sobre o uso responsável...

Estudo da Logicalis aponta segurança de informação e adequação à LGPD como prioridades para mais da metade das empresas brasileiras nos próximos meses

Por Cristina De Luca