s
A alfabetização de dados está no centro das preocupações das organizações nos próximos dez anos Crédito: Pixabay
TENDÊNCIAS

Alfabetização de dados pode ser vantagem competitiva

Os trabalhadores com capacidade de ler, interpretar e discutir dados quantitativos como fonte de informação tomam decisões melhores e mais rápidas

Por Soraia Yoshida 28/03/2022

À medida que a Inteligência Artificial (IA) chega às organizações e vai transformando tudo o que encontra pela frente, é de se esperar que os dados ganhem relevância não apenas na leitura que fazemos do mundo, mas nas habilidades com que desempenhamos nosso trabalho. Três estudos recentes apontam que a alfabetização de dados e gestão de dados estarão no centro das preocupações de lideranças nos próximos dez anos, uma vez que será um aspecto fundamental de muitas funções, atingindo até 70% dos funcionários até 2025. Ainda assim, os relatórios mostram que ainda existe uma desconexão entre líderes e trabalhadores quando se fala em desenvolvimento de habilidades.

A alfabetização de dados (data literacy) é a capacidade de coletar, ler, interpretar e discutir dados quantitativos como fonte de informação. A alfabetização de dados requer competências essenciais em alfabetização verbal, numérica e gráfica (visual), bem como uma compreensão fundamental de fontes de dados, construções de dados e análise de dados. Todos os trabalhadores precisam construir algum nível de alfabetização de dados e se sentirem confiantes para criar e usar gráficos e planilhas.

Enquanto a maioria dos tomadores de decisão pesquisados ​​pela consultoria Forrester e pela plataforma de análise de dados Tableau disseram esperar alfabetização de dados dos funcionários "em todos os departamentos", apenas 39% das organizações disponibilizam treinamento de dados para todos os funcionários, segundo o estudo “Building Data Literacy: The Key To Better Decisions, Greater Productivity, And Data-Driven Organizations”. Quase 75% dos mais de 2.000 líderes empresariais pesquisados ​​disseram que os funcionários devem aprender sobre dados no trabalho sempre que houver necessidade, "geralmente de colegas de trabalho ou por tentativa e erro".

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis e tenha acesso a 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

A análise de dados em tempo real é vital hoje

Inteligência Artificial

A análise de dados em tempo real é vital hoje

Seus benefícios comerciais, independentemente do setor, continuarão a impulsionar a adoção

Mais capital intelectual e capital semente para a Amazônia

Inovação

Mais capital intelectual e capital semente para a Amazônia

Um hackaton organizado pelo Apoema Hub busca contribuir para o desenvolvimento sustentável da região baseado no conceito de Service-as-a-Capital. Já ouviu falar?

Estar na nuvem é cada vez mais estratégico

Tendências

Estar na nuvem é cada vez mais estratégico

Governos e empresas precisam considerar o valor da nuvem na reformulação da economia para o digital

IoT: tecnologias para colocar no seu radar

Tendências

IoT: tecnologias para colocar no seu radar

Relatório aponta quais tecnologias relacionadas a Internet das Coisas estão próximas da maturidade e avançaram mais nos últimos anos

Por Redação The Shift
Novo paradigma do gerenciamento da informação: foco no cliente!

Tendências

Novo paradigma do gerenciamento da informação: foco no cliente!

Cada vez mais é preciso deixar de falar muito bem a linguagem do medo, da incerteza e da dúvida e passar a fazer parte de uma conversa de negócios, mais estratégica e produtiva, revela pesquisa

Bancos devem oferecer mais experiências personalizadas e ominichannel

Tendências

Bancos devem oferecer mais experiências personalizadas e ominichannel

Clientes esperam que suas jornadas phygital sejam relevantes, envolventes, sem atrito entre os canais e de baixo custo, revela o estudo World Retail Banking, da Capgemini. Só fintechs conseguem