s
Créditos: (Sharon McCutcheon/Unsplash)
ECONOMIA

Novas demissões são um sinal negativo para o mercado

Em cinco meses de 2022, o número de demissões já se iguala ao total de 2021. Sinais de falta de liquidez atingem principalmente as scale-ups

“A festa acabou”, afirma Rodrigo Fernandes, especialista em startups e partner da B.Side, citando Carlos Drummond de Andrade, ao comentar o atual cenário do mercado de startups de tecnologia. As últimas semanas foram marcadas por demissões em unicórnios como Mural e Robinhood. No Brasil, os cortes na folha de pagamento também já começaram. De acordo com o Layoffs.fyi, site que compila as demissões no ecossistema de inovação mundial, 110.267 empregados foram demitidos por 674 startups desde 11 de março de 2020 até 9 de maio de 2022.

Em cinco meses de 2022, 14.395 funcionários de startups globais foram demitidos (e esse número já inclui startups brasileiras). As demissões ainda estão abaixo das 80.879 pessoas que saíram entre março e dezembro de 2020, mas já são praticamente equivalentes ao número total de demissões dos doze meses de 2021 que, segundo os dados do Layoffs.fyi, somaram 14.993 pessoas.

As demissões não são o único indicativo de problemas do mercado, e os dados de investimento também apontam para o fim do bom momento de 2021. De acordo com o Crunchbase, as startups mundiais captaram US$ 47 bilhões em abril, o menor valor investido em empresas privadas em 12 meses. A queda sinaliza que a desaceleração constatada no primeiro trimestre é o começo de uma mudança de longo prazo no panorama de investimentos. O momento é ainda pior para as empresas no late-stage.

  • Companhias no estágio seed levantaram US$ 3 bilhões em abril. Os investimento de seed caíram de um mês para o outro, mas ainda cresceram 14% na comparação anual.
  • Com US% 14,3 bilhões, os investimentos de early-stage registraram o menor montante em 12 meses. A captação nesse estágio caiu mês contra mês e ficou estável ante abril de 2021.
  • O late-stage ficou estável na comparação mensal e caiu 19% ano contra ano.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

PMEs e startups: uma parceria em prol da digitalização

Inovação

PMEs e startups: uma parceria em prol da digitalização

Com mais maturidade digital, as pequenas e médias empresas brasileiras podem beneficiar ainda mais a economia. As startups trazem soluções para apoiar a digitalização.

Chega de embromação:

Entrevista

Chega de embromação: "temos que colocar dinheiro nas mãos das mulhe...

Para a CEO da socialtech B2Mamy, Dani Junco, só o dinheiro liberta. Por isso, as startups e as iniciativas de apoio ao empreendedorismo feminino devem receber mais cheques.

É real: dados e IA turbinam vendas

Inteligência Artificial

É real: dados e IA turbinam vendas

Não faltam exemplos, em diferentes pontos do processo, como mostram os cases das startups Nubimetrics, RelevanC e Retargetly

Entre as startups, falta governança corporativa

Liderança

Entre as startups, falta governança corporativa

A recomendação é aplicar práticas de governança desde o começo e evoluir com o crescimento da companhia.

Liberdade para quem?

Economia

Liberdade para quem?

Elon Musk pagou US$ 44 bilhões pelo Twitter, mas seus problemas são muito maiores de que só encontrar um jeito de fazer o upside financeiro da rede social

Com IA, lawtechs e legaltechs ajudam as empresas a fechar acordos judiciais

Inteligência Artificial

Com IA, lawtechs e legaltechs ajudam as empresas a fechar acordos judi...

Usar inteligência artificial para analisar os processos dá visibilidade às ações enfrentadas e indica quando vale seguir para uma solução por meio de acordo.