s
Créditos: (Camila Souza/GOVBA)
TENDÊNCIAS

Mobilidade como Serviço: por uma cidade mais sustentável e menos engarrafada

A compra da startup brasileira Quicko pela finlandesa MaaS Global sinaliza que o setor de mobilidade como serviço ainda tem potencial para se desenvolver no Brasil e no mundo

Tornar o transporte mais acessível, fácil, barato e conveniente é a missão da Quicko. O meio para isso é a digitalização e integração de diferentes modais, processo que se encaixa no conceito de Mobilidade como Serviço (Mobility as a Service, ou MaaS) - uma das três tendências que alimentam a transformação da mobilidade, segundo a KPMG. A startup brasileira foi adquirida pela finlandesa MaaS Global, uma pioneira do mercado, em um movimento que sinaliza que a tendência ainda tem fôlego para crescer no Brasil e no mundo.

As inovações na mobilidade criam um cenário cada vez mais complexo para se locomover nas cidades, já que um mesmo trajeto pode ser percorrido com um carro, uma bicicleta, por metrô ou com uma junção de todos esses modais. No futuro, os carros autônomos e os eVTOLs devem passar a integrar a oferta. Para o McKinsey Center for Future Mobility, é crítico que os stakeholders do segmento tenham uma visão integrada dos modais porque várias tendências do setor, como condução autônoma, conectividade e mobilidade compartilhada, estão inter relacionadas e vão afetar tanto os consumidores quanto os negócios. O MaaS sistematiza as opções de transporte, sempre com um foco no usuário.

O CEO da Quicko, Pedro Somma, define os serviços da empresa como um Waze do transporte público. A plataforma que traz opções integradas de transporte para apontar o trajeto mais rápido e o mais barato possível para cada usuário. A empresa tem conexão com os modais públicos, como ônibus e metrô, e parcerias com Tembici e 99.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis e tenha acesso a 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Qual é o futuro da mobilidade urbana

The Shift 360°

Qual é o futuro da mobilidade urbana

Os grandes congestionamentos não são o maior desafio para a mobilidade urbana: mudanças climáticas e emissões de gases também entram na conversa

Por Victor Santos
Drones estarão no futuro das entregas de última milha, pode apostar

Tendências

Drones estarão no futuro das entregas de última milha, pode apostar

Sozinhos ou integrados a complexas redes de transporte, drones transportarão pacotes para reduzir o gargalo das entregas urbanas

Por Cristina De Luca
Mobilidade urbana no Brasil: dilemas e possibilidades

The Shift 360°

Mobilidade urbana no Brasil: dilemas e possibilidades

Dimensões continentais, diversidade e regiões metropolitanas caóticas: veja um diagnóstico dos maiores problemas e das possíveis alternativas para o transporte no Brasil

Por Victor Santos
Tem um carro elétrico no seu futuro?

O Shift da Questão

Tem um carro elétrico no seu futuro?

Dentro de dez a quinze anos, há grandes chances que você esteja dirigindo ou de carona em um carro totalmente elétrico – próprio, compartilhado ou alugado

Por Silvia Bassi e Soraia Yoshida

Entrevista

"Os dados são o diferencial para inovar em políticas públicas"

Diogo Souto Maior, diretor de políticas públicas da 99, trabalhou com políticas públicas clássicas, por sete anos, na ONU. No setor privado, diz ele, a velocidade das mudanças e o acesso aos dados fazem o diferencial para promover imp...

Por Silvia Bassi
Eletromobilidade: startups de recarga criam a infraestrutura do setor

Startups

Eletromobilidade: startups de recarga criam a infraestrutura do setor

Empresas de energia, petróleo e gás e estacionamentos já perceberam a evolução da eletromobilidade e têm fechado parcerias com as startups.

Por Marina Hortélio