s
A artista plástica e criadora de VR Ang'l Artiste se apresenta no Horizon, metaverso da Meta
INOVAÇÃO

Lugar de mulher também é no metaverso

Número de profissionais envolvidas com os mundos virtuais cresce globalmente. Empresas como a Meta, a Sandbox e a agência de NFT World of Women apostam na formação tecnológica feminina

Por Rosane Serro 29/08/2022

O metaverso é, hoje, um conjunto de ambientes fluidos, mezzo flats, mezzo 3D, que, a depender da visão do interlocutor, pode já ser uma realidade ou apenas uma buzzword que só existirá daqui a 10 ou 15 anos. Porém, um fato é inegável: o número de mulheres envolvidas em sua construção é crescente, visível e tem a multiculturalidade como característica. Criadoras de realidade virtual, designers de ambientes imersivos, facilitadoras de interação social, artistas gráficas, profissionais de voice tech... A aurora do metaverso é, portanto, multidisciplinar, diversa e inclusiva. Algumas empresas já observaram a tendência e tentam garimpar oportunidades.

A Meta, em seu recente relatório de inclusão e diversidade de 2022, destacou que, desde 2019, a companhia dobrou o número de mulheres em sua força de trabalho global. E o metaverso Sandbox e a comunidade de NFT World of Women anunciaram, no último Dia Internacional da Mulher, uma parceria para construir a WoW Foundation, voltada para a capacitação profissional feminina nos segmentos de NFT e metaverso. A Sandbox doou, inclusive, US$ 25 milhões para cursos e programas de aceleração. Por fim, Cathy Hackl, ex-jornalista, estrategista da Web3, futurista e fundadora da Journey (antes conhecida como Futures Intelligence Group), foi a primeira profissional no mundo a ser nomeada "Chief Metaverse Officer" - um cargo que a equipara, em termos de poder de decisão, aos outros executivos do board.

Multidisciplinaridade

O movimento é tão intenso que a Women of Silicon Roundabout, entidade inglesa fundada em 2015 e que realiza o evento “Women in Technology World Series” resolveu destacar em sua próxima edição, em 22 e 23 de novembro, no ExCeL London, uma área de palestras dedicada à liderança digital e o conjunto de competências necessárias para “lidar com as paisagens tecnológicas que estão evoluindo, manter o ritmo e abraçar a mudança.” O evento já conta com 4.500 participantes, 100 exibidores e 250 palestrantes.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Quer inovar? Olhe para dentro

Inovação

Quer inovar? Olhe para dentro

Ao apostar no empreendedorismo interno, as empresas aproveitam o talento dos colaboradores e aumentam as chances de inovar de forma acelerada.

Um planeta sob nova direção

Tendências

Um planeta sob nova direção

Homem e natureza são parte do mesmo sistema interconectado. Se um destrói o outro, sucumbirá em seguida. Com esta certeza, universidades, ONGs e empresas privadas estão se unindo para criar centros de conhecimento de Desenvolvimento Reg...

IA e a construção da estratégia

Inteligência Artificial

IA e a construção da estratégia

A IA estratégica é uma ferramenta que pode simplificar a vida dos executivos. Um meio de acelerar o impacto, lidar com disrupções e desbloquear novas oportunidades de mercado. Mas ela deve servir ao negócio e não o contrário.

A erupção dos

Tendências

A erupção dos "colarinhos verdes"

As empresas que, no ano passado, sofreram uma fuga de talentos poderão ter dificuldades se quiserem contratar uma nova leva de profissionais. É que os green jobs estão absorvendo esta mão-de-obra, ao mesmo tempo em que a qualifica.

IA Descentralizada e para as massas

Inteligência Artificial

IA Descentralizada e para as massas

No ano passado, a “descentralização” da IA permitiu que um conjunto mais amplo de empresas e indivíduos interagisse com modelos de aprendizado profundo, antes restritos a instituições com grandes conjuntos de dados. A DeAI estará...

Brasil pode ser um polo de deep techs

Inovação

Brasil pode ser um polo de deep techs

O Brasil tem potencial de ser destaque em alguns temas, como biodiversidade e saúde. É essencial aproximar a ciência do mercado e sistematizar uma estratégia para fomentar a formação de um ecossistema nacional de soluções.