s
Unsplash/ LinkedIn Sales Solutions
INOVAÇÃO

Femtechs ultrapassam US$ 1 bilhão em captação pela primeira vez

Elas brilham cada vez mais no mundo. Já, no Brasil, o ecossistema Femtechs ainda está sendo desenhado. Mas possui um grande potencial e também deve crescer rapidamente

O termo Femtech foi cunhado em 2016, pela cofundadora do aplicativo Clue, Ida Tin. Desde então, essas startups voltadas para a saúde da mulher ganharam força globalmente, e  uma delas, a Maven Clinic, até se tornou unicórnio em agosto. No Brasil, o ecossistema ainda está em sendo desenhado, mas há a expectativa de que o interesse dos investidores mundo afora acabe refletindo aqui. Espaço para crescer não falta, em uma país cuja população feminina era de 109,4 milhões (52,2% do total), em 2019.

Mundialmente, as Femtechs ultrapassaram a marca de captação de US$ 1 bilhão pela primeira vez em um ano, ao receberem US$ 1,147 bilhão em investimentos de venture capital até 7 de setembro de 2021, de acordo com o Pitchbook. Mesmo com o crescimento dos aportes nos últimos tempos, a análise é que mais capital precisa entrar na indústria para fomentar a inovação.

A expectativa é que o mercado global de Femtech atinja US$ 75,74 bilhões em 2026, de acordo com a Arizton Advisory & Intelligence. Vendo os movimentos internacionais e o número de problemas existentes no Brasil, o segmento é cheio de oportunidades e empreendedoras brasileiras acreditam que o ecossistema deve crescer rapidamente.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis e tenha acesso a 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Mais capital intelectual e capital semente para a Amazônia

Inovação

Mais capital intelectual e capital semente para a Amazônia

Um hackaton organizado pelo Apoema Hub busca contribuir para o desenvolvimento sustentável da região baseado no conceito de Service-as-a-Capital. Já ouviu falar?

O ranking para melhorar a relação entre startups e corporações

Inovação

O ranking para melhorar a relação entre startups e corporações

Com o ranking de Melhores Corporações para o Ecossistema Brasileiro de Startups, a The Bakery quer identificar as melhores práticas do mercado.

Novas demissões são um sinal negativo para o mercado

Economia

Novas demissões são um sinal negativo para o mercado

Em cinco meses de 2022, o número de demissões já se iguala ao total de 2021. Sinais de falta de liquidez atingem principalmente as scale-ups

Apoio à inovação: a virada digital da Arezzo&Co

Inovação

Apoio à inovação: a virada digital da Arezzo&Co

Fechar parcerias com as startups é uma parte fundamental do processo de transformação digital do grupo

A startup brasileira na corrida pelo peixe cultivado

Inovação

A startup brasileira na corrida pelo peixe cultivado

Com o foco em 4 espécies, a Sustineri Piscis é a primeira foodtech brasileira a produzir pescado cultivado em laboratório

A saga Twitter & Elon Musk. Um fio para acompanhar

Mercado

A saga Twitter & Elon Musk. Um fio para acompanhar

O bilionário quer comprar o Twitter por US$ 44 bilhões. A história continua rendendo porque o deal leva tempo e muito dinheiro. Acompanhe aqui