s

TENDÊNCIAS

Áudio e voz estão entre as maiores tendências para as redes sociais

Enquanto plataformas de vídeos ainda lideram o mercado, o ecossistema de inovação aposta em ferramentas de áudio e conversa por voz como alternativa de conteúdo

Por João Ortega 26/10/2020

Pode parecer um recuo tecnológico, mas o Vale do Silício voltou a olhar para formatos de áudio como uma tendência para o futuro das mídias digitais. Ainda que plataformas focadas em vídeo, como Snap, TikTok e Instagram, sejam as  redes mais populares entre os mais jovens no momento, há indícios no mercado de que conversas por voz e conteúdo em áudio vão conquistar um espaço cada vez maior.

Em primeiro lugar, o mercado global de podcasts e audiobooks deve crescer mais de 25% ao ano. Para efeito de comparação, o setor de mídia e entretenimento no geral tem crescimento esperado de 5% anualmente. No Brasil, o consumo de podcasts cresceu 67% em 2019, de acordo com pesquisa do Deezer.

Além disso, nota-se um movimento do ecossistema de inovação rumo a novos formatos de áudio. Um exemplo é o Clubhouse, aplicativo social para conversas por voz que alcançou um valuation de US$ 100 milhões em maio, mesmo tendo, na época, apenas 1,5 mil usuários. 

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a Cyber Week e assine

Deepfake: uma batalha de IA contra a desinformação nas redes

Inteligência Artificial

Deepfake: uma batalha de IA contra a desinformação nas redes

Enquanto as técnicas para criar vídeos falsos melhoram, pesquisadores se empenham para criar detectores de deepfakes com Inteligência Artificial

Por John Sohrawardi e Matthew Wright, The Conversation
Os planos das Big Techs para Realidade Aumentada

Inteligência Artificial

Os planos das Big Techs para Realidade Aumentada

Sistemas de IA e visão computacional criam elementos digitais no mundo real a partir de dispositivos físicos

Por Redação The Shift
Previsões do Gartner para usuários de TI nos próximos 5 anos

Inovação

Previsões do Gartner para usuários de TI nos próximos 5 anos

As tecnologias que conduzirão à redefinição de tudo têm três pontos em comum: promovem maior inovação e eficiência; são mais eficazes que as atuais; e transformarão a sociedade

Por Redação The Shift