s
Trecho do vídeo de apresentação do Projeto Aria, do Facebook, um mapa 3D do mundo ao vivo, constantemente atualizado por pessoas que andam com óculos de AR Crédito: Reprodução/Facebook

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Os planos das Big Techs para Realidade Aumentada

Sistemas de IA e visão computacional criam elementos digitais no mundo real a partir de dispositivos físicos

A Realidade Aumentada (AR) transformará, literalmente, a forma como vemos o mundo. A tecnologia conta com sistemas de inteligência artificial e visão computacional para, através de dispositivos físicos, criar elementos digitais no mundo real. O potencial da AR vai muito além do que usamos hoje – bastante restrito a filtros de imagem e vídeo em redes sociais – e as principais empresas de tecnologia do mundo o enxergam.

O mercado global da AR, estimado em US$ 849 milhões no ano passado, deve crescer quatro vezes até 2026 e está em alta: a pandemia acelerou a adoção da tecnologia nos setores de varejo e entretenimento, e o ecossistema de inovação assistiu com atenção ao evento do Facebook no dia 16 de setembro, no qual foram revelados os ambiciosos planos da companhia para AR e realidade virtual (VR).

O Facebook divulgou detalhes do Projeto Aria: um mapa 3D do mundo ao vivo, constantemente atualizado por pessoas que andam com óculos de AR. A empresa diz que os mapas de locais públicos serão abertos, enquanto os das casas dos usuários serão privados. A quantidade de dados que o Facebook acumularia em caso de sucesso na empreitada abriria caminho para incontáveis aplicações de inteligência artificial, bem como já levanta questões acerca da vigilância total sobre a população.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Por que construir uma AI DAO?

Inteligência Artificial

Por que construir uma AI DAO?

Porque para construir DAOs de sucesso, precisamos de máquinas inteligentes

Por Cristina De Luca
A tecnologia que faz surdos e ouvintes se entenderem

Inteligência Artificial

A tecnologia que faz surdos e ouvintes se entenderem

Com o uso de Inteligência Artificial, a startup alagoana Hand Talk traduz português e inglês em línguas de sinais. O propósito é reduzir as barreiras de comunicação entre surdos e ouvintes, como conta o CEO Ronaldo Tenório

Por Marina Hortélio
E a IA começa a se tornar onipresente, de fato

Inteligência Artificial

E a IA começa a se tornar onipresente, de fato

Com TinyML, qualquer objeto, por menor que seja, se tornará inteligente. A tecnologia permite fazer mais com menos espaço e poder computacional

Por Cristina De Luca
Chegou a hora de quebrar os silos de dados

Inteligência Artificial

Chegou a hora de quebrar os silos de dados

A boa notícia para a indústria de dados e IA é que os data warehouses, os data lakes e as lakehouses estão crescendo muito rápido, em escala

Por Cristina De Luca
Por uma IA que trabalhe melhor com o português

Inteligência Artificial

Por uma IA que trabalhe melhor com o português

Centro de Inteligência Artificial da USP, em parceria com a Fapesp e a IBM, se prepara para liberar três conjuntos de dados open source para treinamento de modelos NLP no nosso idioma

Por Cristina De Luca
IA começa a ser aplicada na previsão de eventos climáticos extremos

Inteligência Artificial

IA começa a ser aplicada na previsão de eventos climáticos extremos

Mas embora vastos conjuntos de dados de observação da Terra estejam no cerne da ciência do clima, apenas uma pequena fração deles é usada atualmente para "treinar" modelos climáticos

Por Cristina De Luca