s

THE SHIFT

Quantificando o impacto da resiliência

O Boston Consulting Group decidiu estudar o desempenho de aproximadamente 1.800 empresas americanas. Há resultados óbvios e outros surpreendentes

Por Redação The Shift 05/10/2020

Este ano, definitivamente, resiliência deixou de ser uma palavra bonita mos dicionários corporativos para ser vivenciada na prática, depois que a pandemia de Covid-19 tirou a todos da zona de conforto. Uma frase conhecida, atribuída a Leon C. Megginson, professor da Louisiana State University, contextualiza bem o termo: “Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças”.

Pois bem, para compreender melhor o valor e a dinâmica da resiliência organizacional, o Boston Consulting Group decidiu estudar o desempenho de aproximadamente 1.800 empresas americanas. Há resultados óbvios, como os que mostram que, quanto mais profunda a crise, maior o valor da resiliência. E que o seu valor tende a ser mais alto em setores que enfrentam crises mais profundas ou mais frequentes.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Experimente grátis por 30 dias

O modo como um CEO se comunica diz tudo sobre liderança

Liderança

O modo como um CEO se comunica diz tudo sobre liderança

Diante da necessidade de manter suas equipes engajadas, muitos líderes de negócios tropeçam em armadilhas como falta de clareza ou simplesmente preferem não dizer nada

Por Cristina De Luca
10 futuros possíveis depois da pandemia

Inovação

10 futuros possíveis depois da pandemia

A disrupção causada pelo novo coronavírus abriu um abismo de incertezas para empresas, que consultorias e futuristas estão tentado preencher

Por Redação The Shift
Como estão as cadeias de suprimentos agora?

The Shift

Como estão as cadeias de suprimentos agora?

A pandemia de coronavírus forçou as organizações a começar de novo e garantir que a sustentabilidade esteja enraizada em todos os estágios

Por Redação The Shift