s
O empreededor britânico Richard Branson, do grupo Virgin, na sede da Virgin Galactic, que pretende levar turistas ao espaço Crédito: Virgin Galactic
LIDERANÇA

O modo como um CEO se comunica diz tudo sobre liderança

Diante da necessidade de manter suas equipes engajadas, muitos líderes de negócios tropeçam em armadilhas como falta de clareza ou simplesmente preferem não dizer nada

Por Cristina De Luca 21/04/2020

O coronavírus colocou os líderes de negócios em uma posição crítica. Eles têm responsabilidades consideráveis com seus clientes, parceiros, acionistas, mas principalmente com os funcionários. Dados da Forrester revelam que os funcionários confiam mais em seus empregadores como fonte de informações sobre a Covid-19 do que em governos e sites de mídia social.

CEOs e líderes em geral têm importantes papéis a desempenhar nesse momento de crise. Mas muitos parecem perdidos diante da necessidade de manter a tropa engajada e confiante. Este artigo publicado pela The Conversation revisou 21 estudos acadêmicos sobre comunicação de liderança executiva e analisou 12 estudos setoriais relacionados à comunicação organizacional e de liderança durante a pandemia. E apontou os cinco requisitos mais importantes: transparência, autenticidade, empatia, humanidade e otimismo.

Quem seguiu essa cartilha? Os CEOs da Marriott, Arne Sorenson, da Microsoft, Satya Nadella, o da Levi Strauss, Chip Bergh, e muitos outros. Nós recomendamos muito a leitura da carta do CEO do Virgin Group, Richard Branson. “Sei o quanto vocês se importam com seu trabalho, suas empresas e, principalmente, um com o outro, então pensei que era importante que todos soubessem os fatos reais. Nas cinco décadas em que estive nos negócios, esse é o momento mais desafiador que já enfrentamos. Do ponto de vista comercial, os danos a muitos não têm precedentes e a duração da interrupção permanece preocupantemente desconhecida”, diz.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Chega de embromação:

Entrevista

Chega de embromação: "temos que colocar dinheiro nas mãos das mulhe...

Para a CEO da socialtech B2Mamy, Dani Junco, só o dinheiro liberta. Por isso, as startups e as iniciativas de apoio ao empreendedorismo feminino devem receber mais cheques.

Entre as startups, falta governança corporativa

Liderança

Entre as startups, falta governança corporativa

A recomendação é aplicar práticas de governança desde o começo e evoluir com o crescimento da companhia.

Um exame diferente para diversidade e inclusão

Gestão

Um exame diferente para diversidade e inclusão

O Teste de Bechdel-Wallace extrapolou as fronteiras da cultura pop e acabou por se tornar uma métrica de aferição da diversidade de gênero aplicável em qualquer instituição

Um mapa para a nova era

Inovação

Um mapa para a nova era

O artigo “On the cusp for a New Era”, publicado pelo McKinsey Global Institute esta semana, propõe uma reflexão se – em um cenário aparentemente distópico - encontraremos o próximo motor de produtividade para impulsionar o cresci...

O lado obscuro do trabalho remoto 

Carreira

O lado obscuro do trabalho remoto 

Falta de horário fixo, dispersão, procrastinação, isolamento social, menos engajamento, ansiedade e depressão são alguns dos efeitos que estão comprometendo a saúde mental dos profissionais

Aparando as arestas do “Grande Desgaste”

Gestão

Aparando as arestas do “Grande Desgaste”

O quiet quitting e a Great Resignation seguem fazendo um estrago. Para atrair talentos, as empresas estão transformando o atrito em negociação. Mas há que ter estratégias