s
SkyDrive SD-03 é o menor veículo elétrico de decolagem e pouso vertical do mundo, controlado por seu condutor Crédito: SkyDrive

INOVAÇÃO

Aviação: os eVTOLs estão dobrando a esquina

O protótipo de eVTOL da SkyDrive, da Toyota, é capaz de voar por pouco tempo, entre cinco e dez minutos, mas a estimativa da empresa é de que consiga voar por meia hora

Por Redação The Shift 03/09/2020

No fim de agosto, o SD-03, menor veículo elétrico de decolagem e pouso vertical do mundo controlado por seu condutor, voou ao redor do campo de testes da Toyota, no Japão, provando a viabilidade de se usar um “novo meio de transporte urbano” nos próximos anos, para viagens curtas. Por enquanto, o protótipo de eVTOL da SkyDrive é capaz de voar por pouco tempo, entre cinco e dez minutos, mas a estimativa da empresa é de que consiga voar por meia hora. A Toyota também pretende aumentar a velocidade máxima de deslocamento para até 60 Km/h.

 

Receba nossa newsletter

Dos mais de 100 projetos de carros voadores do mundo, apenas alguns tiveram sucesso com uma pessoa a bordo. Segurança, tamanho de bateria, controle de tráfego aéreo e outros problemas de infraestrutura, como locais para pousos, estão entre os muitos desafios potenciais que nos separam do início da venda desses veículos voadores.  E apesar de as muitas previsões de vermos VTOLs operacionais em nossas cidades terem falhado, Tomohiro Fukuzawa, que lidera o esforço SkyDrive, espera que “o carro voador” possa ser um produto comercial até 2023.

O objetivo agora é fazer mais testes de voos tripulados, fora do complexo de testes da startup, algo que ainda deverá acontecer até ao final do ano. Outras empresas, como Volocopter, Kitty Hawk, Hyundai, Volvo, Boeing, Uber e Rolls-Royce também já estão investindo nesse mercado.

A Internet dos Corpos já está entre nós

Inteligência Artificial

A Internet dos Corpos já está entre nós

Usar o corpo humano como uma plataforma de dados oferece enormes possibilidades, mas também novos riscos

Por Cristina De Luca
Computação Neuromórfica, IA Emocional e o futuro

Inteligência Artificial

Computação Neuromórfica, IA Emocional e o futuro

A expectativa da indústria é a de que a Computação Neuromórfica ande mais rápido que a Computação Quântica em relação à disponibilidade de produtos de baixo custo

Por Redação The Shift
IA ubíqua vem aí

Inteligência Artificial

IA ubíqua vem aí

Os governos desenvolveram estratégias nacionais para a IA e estão fazendo investimentos substanciais em pesquisa e educação

Por Redação The Shift