s
Crédito: Divulgação

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

A Internet dos Corpos já está entre nós

Usar o corpo humano como uma plataforma de dados oferece enormes possibilidades, mas também novos riscos

Por Cristina De Luca 26/08/2020

Usar o corpo humano como uma plataforma de dados oferece enormes possibilidades, e também novos  riscos. Tudo será afetado: nossos empregos, a educação, as finanças e, sobretudo, nossa saúde, como bem sabe Tony Stark.

Brincadeiras à parte, estamos ingressando em uma nova era da “Internet of Bodies ” (IoB),  na qual a tecnologia e o corpo humano começam a se fundir e a estabelecer conexões em tempo real com máquinas remotas.

Um bom exemplo dessa tendência são as modernas interfaces cérebro-computador (BCI), que embora ainda possam parecer ficção científica, estão mais próximas do que imaginamos. Ao usar dispositivos como o Neuralink talvez  possamos  aprender a ativar as células cerebrais da maneira certa para controlá-las. Na verdade, algumas pessoas já podem hoje monitorar e controlar certas funções corporais usando as BCIs.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Experimente grátis por 30 dias

O cérebro se ajustará ao Neuralink

Inteligência Artificial

O cérebro se ajustará ao Neuralink

“Serão dois sistemas ajustando um ao outro”, diz Dileep George, co-fundador da Vicarious AI,  estudioso da interseção da Neurociência e Inteligência Artificial

Por Redação The Shift
A bioterapêutica pode salvar vidas

Especial - COVID-19

A bioterapêutica pode salvar vidas

O segredo para curar qualquer doença é ter medicamentos capazes de construir a proteína correta no corpo e impedir a replicação de um vírus

Por Redação The Shift
IA e a detecção precoce de doenças

Inteligência Artificial

IA e a detecção precoce de doenças

É difícil saber o quão precisos os sistemas serão, em novas situações como a Covid. Mas eles têm ajudado a consolidar a IA como uma nova primeira linha de defesa contra doenças

Por Redação The Shift