s
Os investimentos em startups da categoria Life Sciences passaram de US$ 10 bilhões em 2020 Crédito: Willy Arisky/Pexels
TENDÊNCIAS

Unicórnios em Life Sciences

Das 108 startups cujo valuation é no mínimo de US$ 1 bilhão, 34 subiram ao pódio na primeira metade de 2021

Por Silvia Bassi 28/10/2021

Já são 108 os unicórnios globais mapeados pelo Startup Genome na área chamada de Life Sciences (Ciências da Vida), que engloba Biotecnologia, Farmacêutica e Medtech. Os dados saíram na quarta-feira (26/10), com o lançamento do "Global Startup Ecosystem Report (GSER): Life Sciences Edition 2021". Das 108 startups cujo valuation é no mínimo de US$ 1 bilhão, 34 subiram ao pódio na primeira metade de 2021, mostrando, segundo o estudo, a aceleração do interesse e dos investimentos no setor.

As razões são óbvias — estamos em clima de pandemia, portanto a corrida por ciência e inovação acelera. O levantamento mostra que o investimento Series A na categoria passou de US$ 10 bilhões em 2020. O valor médio investido foi de US$ 16,1 milhões. Os números aumentam quando se trata de investimentos Series B: o valor investido em 2020, de US$ 18 bilhões, foi quase o dobro de 2019.

Saídas? Sim, muitas, no total de US$ 96 bilhões em 2020 (o dobro de 2019). O setor está no meio do gráfico combinando investimentos e saídas (veja abaixo), embolado com cibersegurança e cleantechs. O conjunto Advanced Manufacturing & Robotics, Blockchain, Agtech & New Food, AI & Big Data é o que mais cresce, acima das Fintechs.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis e tenha acesso a 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Estar na nuvem é cada vez mais estratégico

Tendências

Estar na nuvem é cada vez mais estratégico

Governos e empresas precisam considerar o valor da nuvem na reformulação da economia para o digital

IoT: tecnologias para colocar no seu radar

Tendências

IoT: tecnologias para colocar no seu radar

Relatório aponta quais tecnologias relacionadas a Internet das Coisas estão próximas da maturidade e avançaram mais nos últimos anos

Por Redação The Shift
Novo paradigma do gerenciamento da informação: foco no cliente!

Tendências

Novo paradigma do gerenciamento da informação: foco no cliente!

Cada vez mais é preciso deixar de falar muito bem a linguagem do medo, da incerteza e da dúvida e passar a fazer parte de uma conversa de negócios, mais estratégica e produtiva, revela pesquisa

Bancos devem oferecer mais experiências personalizadas e ominichannel

Tendências

Bancos devem oferecer mais experiências personalizadas e ominichannel

Clientes esperam que suas jornadas phygital sejam relevantes, envolventes, sem atrito entre os canais e de baixo custo, revela o estudo World Retail Banking, da Capgemini. Só fintechs conseguem

Experiência do colaborador: precisamos olhar para EX

Tendências

Experiência do colaborador: precisamos olhar para EX

A boa ou a má experiência de um trabalhador pode influenciar sua decisão de mudar de emprego, voltar para uma empresa na qual trabalhou e a probabilidade de recomendar uma organização para outros talentos

É o fim da TV aberta ou o fim do streaming?

Tendências

É o fim da TV aberta ou o fim do streaming?

Ou apenas deu a hora de trocar os modelos de negócios?

Por Redação The Shift