s
O MRA visa, portanto, construir o conhecimento para formar “socorristas de regeneração”. FOTO: Banco de Dados
TENDÊNCIAS

Um planeta sob nova direção

Homem e natureza são parte do mesmo sistema interconectado. Se um destrói o outro, sucumbirá em seguida. Com esta certeza, universidades, ONGs e empresas privadas estão se unindo para criar centros de conhecimento de Desenvolvimento Regenerativo e nos livrar da catástrofe.

Por Rosane Serro 25/01/2023

A luta por uma ação regenerativa para salvar o planeta dos efeitos das catástrofes climáticas e sociais saiu das manifestações e das palavras de ordem e ganhou um corpo físico. Como consequência da pandemia, a Ubiquity University (UU), a University of International Cooperation (UCI), a Green Project Management (GPM) e mais uma coalizão global de entidades acadêmicas, ONGs e organizações profissionais decidiram lançar um tipo novo de MBA voltado para o desenvolvimento regenerativo “baseado na Economia Donut”. Sim, a mesma teoria que a THE SHIFT deu destaque na última sexta-feira e que — mesmo tendo sido pensada em 2012 - está cooptando mais e mais adeptos no design de novos negócios hoje.

A Economia Donut propõe uma orquestrada confluência dos interesses da civilização humana e da natureza.  Assim como ela, o Mestrado em Ação Regenerativa defende que a sustentabilidade “não é mais uma opção para a humanidade”. O Desenvolvimento Regenerativo seria, assim, uma “abordagem holística de desenvolvimento no qual as condições de vida são melhoradas” para garantir não só a nossa sobrevivência como a de todas as espécies, já que somos um sistema e estamos totalmente interconectados. “Devemos regenerar ou perecer”, argumenta a coalizão.  Não é preciso sequer pensar: não temos alternativa.

O MRA visa, portanto, construir o conhecimento para formar “socorristas de regeneração”. Esqueçamos o conceito de administração de empresas. No modelo regenerativo, os negócios devem ser redesenhados para atender as economias, as cidades e os ecossistemas. A coalizão também estabeleceu parceria com a Rede de Comunidades Regenerativas, já organizadas em oito países e localizadas em quatro continentes. E, além do MBA, coproduz cursos e programas de graduação e pós-construídos por professores nas respectivas áreas de regeneração.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

A erupção dos

Tendências

A erupção dos "colarinhos verdes"

As empresas que, no ano passado, sofreram uma fuga de talentos poderão ter dificuldades se quiserem contratar uma nova leva de profissionais. É que os green jobs estão absorvendo esta mão-de-obra, ao mesmo tempo em que a qualifica.

Um

Tendências

Um "canvas donut" para negócios

Uma economia regenerativa, distributiva e próspera, na qual as necessidades humanas básicas e os recursos do planeta são equilibrados para garantir o bem-estar coletivo e planetário. Parece uma proposta razoável? É a Economia Donut, c...

Projetos de Finança regenerativa são para já

Tendências

Projetos de Finança regenerativa são para já

Totalmente investido em sua missão de criar valor de longo prazo, para todos, inclusive no Brasil, o modelo de Regenerative Finance atende o momento pós pandêmico, unindo criptoativos e DeFi