s
As sementes de abacate são uma fonte de nutrição inexplorada Crédito: Louis Hansel/Unsplash

SUSTENTABILIDADE

Sua alimentação pode ajudar a salvar o clima

Há um interesse crescente em alimentos sustentáveis, mas os consumidores acham difícil saber se os alimentos que escolhem são ambientalmente corretos

Por Chiara Cecchini, Future Food Institute, WEF 02/08/2021

Com o sistema alimentar responsável por um terço das emissões globais de CO2, a atenção aos alimentos benéficos para o clima tem aumentado lenta, mas continuamente. De acordo com a “Pesquisa de Alimentos e Saúde 2020” da IFIC, 6 em cada 10 consumidores nos EUA dizem que é importante que os produtos alimentícios que compram ou consomem sejam produzidos de forma ambientalmente sustentável.

Isso é ótimo, certo? Não tão rápido: o mesmo relatório também aponta que, apesar desse interesse crescente, os consumidores acham o mundo agitado e às vezes obscuro dos alimentos benéficos para o clima intrigante. De rótulos complexos a fontes não tão claras e impacto incerto do carbono, 6 em cada 10 consumidores dizem que é difícil saber se as escolhas alimentares que fazem são ambientalmente sustentáveis; desses, 63% dizem que teria uma influência maior em suas escolhas se fosse mais fácil. Existem até exemplos de pessoas que compartilham sua frustração.

De empresas de alimentos e bebidas a universidades e organizações sem fins lucrativos, o desenvolvimento de alimentos sustentáveis ​​e a indústria de comunicação estão experimentando um verdadeiro impulso, mas ainda têm um longo caminho a percorrer antes de tornar a transição para uma dieta mais sustentável uma experiência mais fluida para os consumidores. Aqui está uma fonte de inspiração para os consumidores que procuram fazer essa mudança:

Receba grátis nossa newsletter

Pronto para comer e beber

Se você deseja introduzir alimentos mais benéficos para o clima em sua dieta, mas não tem tempo para ir a mercados de produtores locais todas as semanas ou para cozinhar sua própria comida diariamente, um primeiro passo positivo seria mudar para snacks sustentáveis ​​prontos para comer ou beber e que podem se encaixar na sua agitada rotina diária.


Os ingredientes de algumas marcas vêm de uma rede totalmente rastreável envolvendo produtores de agricultura regenerativa verificados que incorporaram a saúde do solo em seus métodos de cultivo. Procure fornecedores de snacks que estejam investindo em embalagens recicláveis, compensação de carbono e uma cadeia de suprimento mais curta, de forma a reduzir o impacto do transporte, mantendo os ingredientes frescos e preservando seu sabor, para explorar todos os benefícios climáticos desses produtos.

Alimentos benéficos para o clima também podem dar aos resíduos de produtos alimentícios uma nova vida. Sementes de abacate, por exemplo, têm sido usadas para preparar uma bebida rica em antioxidantes e com poucas calorias, liberando o acesso a uma fonte de nutrição que até agora permanecia inexplorada.

Ingredientes simples

Se você quiser ousar mais e dar à sua culinária uma uma chacoalhada sustentável, por que não adicionar alguns ingredientes incomuns à sua dieta? Esta categoria inclui opções novas e inovadoras que começaram a chegar ao mercado global recentemente; e opções que fazem parte da nossa tradição culinária há muito tempo, mas que foram parcialmente esquecidas devido à canibalização de sua participação no mercado por ingredientes mais populares.

Algas: combinando seu perfil de carbono negativo com fontes sustentáveis, as algas têm o potencial de mudar o sistema alimentar para melhor e, ao mesmo tempo, fazer bem à saúde, graças aos seus ácidos graxos essenciais e alto teor de vitaminas e antioxidantes. Embora possam não agradar aos consumidores mais sensíveis, as algas, na verdade, possuem um sabor umami semelhante ao da carne, que as torna um substituto ideal para a carne. Elas também podem ser desidratadas e picadas para obter condimentos e molhos saudáveis ​​semelhantes ao sal.

Cactos: muitas variedades de cactos são comestíveis e contêm grandes quantidades de vitaminas C e E, carotenóides, fibras e aminoácidos. Os caules de cactos fazem parte da tradição culinária mexicana e agora estão começando a entrar no mercado internacional por meio de novos e deliciosos conceitos.

Grãos incomuns: se você não quiser revolucionar sua dieta com ingredientes incomuns, pode optar por uma mudança mais gradual, diversificando suas fontes de carboidratos. Apesar da existência de 21 famílias diferentes de grãos, atualmente o arroz, o trigo e o milho representam mais de 50% do consumo global de cereais. Optar por diversas variedades de grãos (como amaranto, fonio ou trigo sarraceno) não só fornecerá mais valor nutricional, mas também ajudará a melhorar a saúde do solo e a preservar a biodiversidade.

Como referência geral, você pode encontrar muitos ingredientes e ideias inspiradoras no relatório “Future 50 Foods”.

Infographic: New Meat for the World | Statista You will find more infographics at Statista

Ingredientes processados

Pode ser difícil de acreditar, mas os alimentos processados ​​podem ser tão benéficos para o clima quanto os não processados. Não se convenceu? O que começou como uma iniciativa interna da gigante da cerveja ABInbev para reduzir seu desperdício, agora é uma empresa totalmente independente que transforma os subprodutos da produção de cerveja em farinhas nutritivas e versáteis. Já imaginou fazer deliciosas massas, biscoitos ou pão com algo que, até ontem, era destinado para o lixo?

Em outros lugares, os alimentos benéficos para o clima estão reduzindo o desperdício de alimentos, utilizando produtos que, de outra forma, não chegariam ao mercado devido à sua aparência ou tamanho. É assim que a banana verde em pó é produzida, por exemplo. Combina as propriedades texturais do amido e os benefícios nutricionais da banana. É insípido e pode ser usado como um substituto para a farinha tradicional para soluções mais saudáveis ​​e sem glúten ou como um agente de ligação de rótulo verde no lugar de produtos químicos. Também é ótimo para adicionar textura e fibra prebiótica a uma receita.

Já existem muitas opções de alimentos benéficos para o clima no mercado, sendo esperados cada vez mais no futuro próximo. Os próximos passos para aproveitar esse potencial infinito estão em iniciativas que visem aumentar a educação sobre o tema junto aos consumidores finais, bem como na construção de cadeias produtivas mais estruturadas de forma a facilitar o acesso dos produtores aos ingredientes mencionados.

Embora seja fácil se sentir sobrecarregado pela quantidade ou falta de informação, é importante não desanimar: um futuro melhor para os humanos e o planeta está a apenas uma garfada de distância.

 

Chiara Cecchini é cofundadora da Future Food Americas, uma ONG internacional que procura inspirar e capcitar empresas e comunidades a repensar o sistema alimentar.

 

Este artigo foi publicado originalmente no site do Fórum Econômico Mundial.

 

 

A sustentabilidade chegou para ficar!

Tendências

A sustentabilidade chegou para ficar!

A missão de Ed Morata, da ForFuturing, é ajudar as empresas a enxergar quão profundamente seus negócios estão entrelaçados com questões ambientais, sociais e de governança (ESG)

Por Cristina De Luca
As empresas mais sustentáveis do planeta

Sustentabilidade

As empresas mais sustentáveis do planeta

Nos últimos anos, um número impressionante de empresas assumiu um papel mais ativo na definição de um futuro mais sustentável - levando em conta fatores sociais e de governança

Por Redação The Shift
Como saber se o seu modelo de negócio é sustentável

Sustentabilidade

Como saber se o seu modelo de negócio é sustentável

Após analisar mais de 100 modelos de negócios por meio dos quais as empresas agregaram valor comercial e benefícios ambientais e sociais, a BCG propõe uma análise

Por Redação The Shift
Como tornar a sustentabilidade central para os negócios

Sustentabilidade

Como tornar a sustentabilidade central para os negócios

Uma pesquisa mostra que os Heads de Sustentabilidade das empresas adotam três abordagens distintas: assimilação, mobilização e transição. Cada abordagem é caracterizada por microestratégias distintas que os indivíduos empregam par...

Por Sarah Birrell Ivory e Brad McKay, The Conversation
Consumo caminha para ser mais eco-friendly

Mercado

Consumo caminha para ser mais eco-friendly

Pesquisa aponta que os millennials estão mais preocupados com o consumo consciente, mas ainda colocam segurança em primeiro lugar

Por Redação The Shift
O que acontece se a China tirar a carne do menu?

Tendências

O que acontece se a China tirar a carne do menu?

Cafés e restaurantes chineses estão usando proteínas alternativas à base de plantas, provenientes da China, Coreia e dos Estados Unidos em pratos tradicionalmente à base de carne

Por Redação The Shift