s
Crédito: Kuanish Salenov/Pixabay

ECONOMIA DIGITAL

Servitização pode reduzir consumo de energia e emissões de CO2

Aplicar o modelo de negócio da servitização em sistemas de refrigeração pode aumentar a eficiência e acompanhar a agenda de descarbonização

O aumento da população global, o crescimento econômico e o aquecimento gradual do planeta têm empurrado o consumo de energia para as alturas. As vendas de sistemas de ar condicionado também. A projeção é que esse mercado cresça a uma taxa composta de 5,5% este ano, com vendas globais de 48,6 milhões de unidades. Só que em vez de simplesmente vender os aparelhos, as empresas poderiam oferecer um pacote no modelo de servitização que, de acordo com artigo do Fórum Econômico Mundial, poderia ajudar a reduzir as emissões de CO2.

Um relatório da Agência Internacional de Energia aponta que a eficiência no uso final de energia por si só poderia gerar 35% da economia cumulativa de CO2 até 2050, necessária para cumprir as metas climáticas do Acordo de Paris.

A servitização é o movimento das empresas de agregar valor a seus produtos e oferecer serviços relacionados a eles. A empresa fornece soluções produto-serviço, em vez de apenas vender o produto. Nesse modelo de negócios, as empresas de ar condicionado poderiam investir em eficiência energética para impulsionar a economia de baixo carbono.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Como tornar a sustentabilidade central para os negócios

Sustentabilidade

Como tornar a sustentabilidade central para os negócios

Uma pesquisa mostra que os Heads de Sustentabilidade das empresas adotam três abordagens distintas: assimilação, mobilização e transição. Cada abordagem é caracterizada por microestratégias distintas que os indivíduos empregam par...

Por Sarah Birrell Ivory e Brad McKay, The Conversation
Indústria 4.0: inovações essenciais para desenvolvimento sustentável

Sustentabilidade

Indústria 4.0: inovações essenciais para desenvolvimento sustentáv...

Aliança entre organizações internacionais e empresas de tecnologia visa fortalecer inovações da Quarta Revolução Industrial nesta década para bater metas sustentáveis da ONU

Por João Ortega
Tornar-se verde deveria ser estratégia chave pós-pandemia

Sustentabilidade

Tornar-se verde deveria ser estratégia chave pós-pandemia

A introdução de processos internos mirando a sustentabilidade e contratação de funcionários para promover práticas mais ecológicas pode atrair investimentos

Por Jagannadha Pawan Tamvada e Mili Shrivastava, The Conversation