s
O Pinterest deu um passo ousado ao se tornar a primeira grande rede social a proibir anúncios de perda de peso Crédito: Unsplash

TENDÊNCIAS

Proibição no Pinterest: marcas começam a ouvir os consumidores

A decisão reflete uma tendência mais ampla de mudança da relação mais socialmente consciente entre plataformas de publicidade, marcas e consumidores

Por Karen Middleton, The Conversation 19/07/2021

O Pinterest, a rede social com formato de um quadro de avisos online com mais de 478 milhões de usuários, deu um passo ousado ao se tornar a primeira grande rede social a proibir anúncios de perda de peso. Embora a empresa tenha dito que a decisão era promover a aceitação do corpo, ela reflete uma tendência mais ampla de mudança da relação mais socialmente consciente entre plataformas de publicidade, marcas e consumidores.

Por ser altamente visual, a mídia social pode ser perniciosa para a imagem corporal porque exacerba as comparações sociais, especialmente no que diz respeito à atratividade e à boa forma. Imagens dos chamados corpos “perfeitos” estão difundidas nas redes sociais e encorajam as pessoas a examinar excessivamente seus corpos e rostos. Quanto mais tempo as pessoas passam “vivendo” nas redes sociais, maior é a probabilidade de elas acreditarem que isso representa a realidade.

A questão da publicidade para perda de peso é, de fato, uma grande preocupação para todos os membros da sociedade, especialmente para mulheres e meninas, em um momento em que os transtornos alimentares infantis estão aumentando. Além de ter efeitos alarmantes para a autoestima e imagem corporal das mulheres, as representações objetivadas e estereotipadas das mulheres contribuem para a sua desvalorização na sociedade.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Entrevista

"Ninguém aguenta mais uma marca que te faz sonhar com um mundo inatin...

Em um trabalho com a comunidade, a Sallve busca fazer produtos que atendam as necessidades reais dos consumidores, como explica a cofundadora e CCO da startup Julia Petit

Por Marina Hortélio
Atitude de marca é agir, antes de falar

Entrevista

Atitude de marca é agir, antes de falar

A tendência de humanização da marca traz o desafio do posicionamento, mas traz enormes oportunidades de criar uma relação íntima com o cliente, diz Fábio Milnitzky

Por Soraia Yoshida
Confiança é o novo valor para as marcas

Tendências

Confiança é o novo valor para as marcas

Mas como projetar confiança nos ecossistemas de negócios para alcançar o sucesso de longo prazo?

Por Cristina De Luca