s
Teste com câmera de medição de temperatura, uma das medidas adotadas por empresas para reabertura Crédito: FDA
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Privacidade X volta ao trabalho na pandemia

Os empregadores têm a obrigação de fornecer um local de trabalho seguro para os funcionários, o que pode passar por câmeras termais, termômetros corporais e até recursos de IA

A reabertura das empresas  apresenta aos empregadores novos desafios como parte da próxima fase da pandemia de Covid-19. Com nenhuma vacina ou tratamento conhecido disponível hoje para o novo coronavírus, os empregadores provavelmente experimentarão casos confirmados da doença em seu local de trabalho. Portanto, é a hora de desenvolver planos para resolver essa situação inevitável.

Esses planos passam por garantir o bem-estar de seus trabalhadores.  Os empregadores têm a obrigação de fornecer um local de trabalho seguro para os funcionários, o que tem aumentado as dúvidas sobre a realização de testes térmicos e triagem. Até aqui, métodos usuais para proteger um local de trabalho de um possível surto de Covid-19, segundo levantamento feito pelo escritório de advocacia Mattos Filho.

No mundo todo, a utilização de câmeras termais e termômetros corporais por empregadores torna-se cada vez mais frequente. No Brasil, empresas como Dyno Security, a PoliScan e a Minipa são algumas das empresas que estão oferendo soluções já em uso em aeroportos, por exemplo. E, lá fora, startups começam a aprimorar a tecnologia existente, incorporando inclusive recursos de inteligência artificial. Até a PwC está correndo para criar uma ferramenta de vigilância para monitorar a disseminação do coronavírus nos escritórios e locais de trabalho. E dois cases merecerem destaque: o da CrowdRx e o da Embr Labs.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Texto para vídeo, a próxima fronteira

Inteligência Artificial

Texto para vídeo, a próxima fronteira

Ainda nem nos recuperamos do espanto dos sistemas de IA generativa que produzem imagens a partir de textos e já ingressamos na próxima fronteira: a criação de vídeos a partir de textos

O poder da imuno-oncologia

Tendências

O poder da imuno-oncologia

Ao usar biotecnologia e biologia sintética para direcionar o sistema imunológico contra alvos específicos do câncer e com menos efeitos colaterais, a imuno-oncologia é um setor em expansão

Com Oxygea, a Braskem mira no futuro

Inovação

Com Oxygea, a Braskem mira no futuro

O hub foi criado como uma empresa apartada da Braskem, mas apoia o desenvolvimento de startups capazes de solucionar os desafios ambientais da incumbente.

Cuide da cibersegurança ao estruturar sua DAO

Tendências

Cuide da cibersegurança ao estruturar sua DAO

Não fazer isso dificultará a defesa de fundadores e desenvolvedores em demandas judiciais

Por Felipe Palhares *
Deep Learning pode ser o rei das estratégias de segmentação

Inteligência Artificial

Deep Learning pode ser o rei das estratégias de segmentação

Para isso, porém, precisará se firmar como a solução tecnológica perfeita para o futuro sem cookies

Custo é o maior obstáculo à adoção da IA no Brasil

Inteligência Artificial

Custo é o maior obstáculo à adoção da IA no Brasil

Supera inclusive as dificuldades em integrar e dimensionar projetos, a complexidade de dados e a escassez de habilidades e experiência, revela estudo da IBM