s
GESTÃO

Para onde vai o Product Manager?

A estratégia do Airbnb sobre gestão de produto, design e marketing de produto gerou polêmica e reflexões sobre a importância do foco na estratégia e no consumidor em tempos incertos

Por Silvia Bassi 25/07/2023

No final de junho, durante a conferência anual Config, da Figma, o CEO do Airbnb, Brian Chesky, declarou que a estratégia da companhia para navegar por tempos incertos envolvia, entre outras coisas, a mudança da função de Product Manager (PM) e a elevação dos designers ao mesmo status de PMs. Imediatamente o mundo dos PMs entrou em combustão, e as redes sociais lotaram de especialistas teorizando sobre a decisão e proclamando que era hora de procurar outro emprego.

A declaração foi feita em uma conversa com Dylan Field, CEO e co-founder da Figma, em um painel chamado “Leading Through Uncertainty: A Design-led Company” (que você pode ver completo aqui). Antes de entrar na questão, relevante para o título deste artigo, e para fazer justiça a Brian Chesky, é bom dizer que ele não “matou” os PMs do Airbnb.

O que Chesky literalmente disse foi: “Nos livramos da clássica função de gerenciamento de produtos. A Apple também não tinha. Combinamos gerenciamento de produtos com marketing de produtos e dissemos 'você não pode desenvolver produtos a menos que saiba como falar sobre os produtos'. Reduzimos a equipe, elevamos o design'.”

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Inclusão pode ser a resposta para a crise do burnout

Liderança

Inclusão pode ser a resposta para a crise do burnout

As empresas precisam trabalhar a inclusão muito além do onboarding, criando um espaço em que as pessoas se sentem seguras para se expressar

Por que é tão difícil abraçar mudanças audaciosas?

Gestão

Por que é tão difícil abraçar mudanças audaciosas?

Porque talvez estejamos deixando de fazer as pergunta mais difíceis, diz designer, curador e empresário Seth Goldenberg.

Gestão de mudanças também é cultura e estratégia

Gestão

Gestão de mudanças também é cultura e estratégia

Nunca foi tão necessário repensar toda a abordagem da empresa à mudança. Entraremos em uma época na qual a capacidade de mudar se tornará central para a estratégia corporativa.

É hora de ouvir mais e agir rápido para não perder pessoas-chave

Gestão

É hora de ouvir mais e agir rápido para não perder pessoas-chave

Chegou a época do ano de fazer balanço e, de segurar aquelas pessoas que fazem a diferença na empresa. Já ouviu falar de "stay interviews"?

O que torna o feedback tão difícil?

Liderança

O que torna o feedback tão difícil?

A dor de descobrir lacunas profundas provoca fortes emoções e aciona gatilhos indesejados. Às vezes, a hesitação em aceitar essas lacunas vem das reservas que temos com a pessoa que as apontou

Mais princípios, menos conflitos

Gestão

Mais princípios, menos conflitos

Quando as empresas enfrentam decisões difíceis, princípios bem articulados podem ajudá-las a fazer melhores escolhas. Mais do que declarações vazias se missão e valores. E o que define os princípios?