s

TENDÊNCIAS

Operações inteligentes: combinação mais eficiente de tecnologias, pessoas e dados

É impossível atingir o nível mais alto de maturidade operacional sem informações estratégicas, investir em uma força de trabalho ágil e em uma abordagem de IA baseada na equação “humano + máquina”

As empresas mais produtivas estão reformulando seus modelos operacionais com uma visão estratégica, aplicando inteligência de máquina para transformar a maneira como seu pessoal e seus negócios atuam. Elas são as que melhor enxergam o papel das operações inteligentes como impulsionadoras de valor, agilidade e resiliência.

A constatação é do estudo “Fast Track to Future Ready Performance", da Accenture, que entrevistou 1,1 mil C-levels em 11 países e 13 setores.

Os pesquisadores identificaram quatro níveis de maturidade das operações de negócios (estável, eficiente, preditivo e pronto para o futuro), sustentados por diferentes combinações entre tecnologias, pessoas e dados.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Viés digital e obsessão pelo cliente: a receita para ser relevante em 2021

Tendências

Viés digital e obsessão pelo cliente: a receita para ser relevante e...

O cuidado com os funcionários completa o tripé de prioridades para as empresas que desejam se adaptar às mudanças trazidas pela pandemia e se manterem prósperas

Por Cristina De Luca
IDC prevê aumento de investimentos em tecnologias operacionais em 2021

Tendências

IDC prevê aumento de investimentos em tecnologias operacionais em 202...

Recursos capacitadores básicos como governança de dados, segurança cibernética, infraestrutura de computação e de conectividade estarão em evidência no Brasil e no mundo

Por Redação The Shift
O aprendizado mútuo entre humano e máquina é essencial para a obtenção de valor com a Inteligência Artificial

Inteligência Artificial

O aprendizado mútuo entre humano e máquina é essencial para a obten...

Empresas que aprendem com a IA como mudar seus processos têm seis vezes mais chances de obter benefícios financeiros significativos, afirma estudo da Sloan Management Review e do BCG

Por Cristina De Luca