s
Com a pandemia, o ambiente de trabalho deixou de ser um conceito cêntrico: funcionários estão espalhados e trabalhando de casa, o que implica em menos gastos com escritório Crédito: Pexels

O SHIFT DA QUESTÃO

O trabalho será mais solitário?

A pandemia causou uma disrupção no modelo tradicional de trabalho, com colaboradores espalhados por todo lado. Será que isso significa que seremos mais solitários?

Por Soraia Yoshida 17/10/2020

Conteúdo

Sozinhos, possivelmente, mas nunca solitários.

O futuro do trabalho é o grande ponto de interrogação flutuando sobre as cabeças de trabalhadores e empregadores no mundo todo. Uma busca no Google em português gera mais de 215 milhões de resultados. Agora experimente em inglês: mais de 3,2 bilhões. O que move esse ponteiro é a incerteza sobre o vírus atual, a certeza de que essa não será a única pandemia que vamos enfrentar e o estresse e os aprendizados de mais de seis meses de trabalho remoto compulsório.

Com máscara ou sem máscara (quem sabe?), a economia precisa voltar a crescer, e as empresas se reformulam para manter-se produtivas e sustentáveis. Entender o novo consumidor digital e transformar o negócio é prioridade, assim como é garantir que, mesmo remotos, os funcionários trabalham de forma colaborativa, produtiva e saudável.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Quem ganha com a Economia dos Criadores?

O Shift da Questão

Quem ganha com a Economia dos Criadores?

Quantos likes teve seu último post? E como foi o impacto do seu comentário que movimentou amigos e fãs? Agora, imagine que assim como você, há milhões de pessoas postando conteúdos todos os dias. É dessa possibilidade de ganhar visi...

Por Cristina De Luca, Marina Hortélio, Silvia Bassi e Soraia Yoshida
O que estressa você na internet?

O Shift da Questão

O que estressa você na internet?

"Transtorno de estresse das manchetes" e Fear of Missing Out (FOMO) são dois exemplos das angústias da era digital. O que estressa você na internet, esse lugar em que passamos, atualmente, a média de sete horas por dia?

Por Cristina De Luca, Marina Hortélio e Silvia Bassi
Qual é o legado do 11 de setembro?

O Shift da Questão

Qual é o legado do 11 de setembro?

Vinte anos após o ataque terrorista que destruiu as Torres Gêmeas, uma parte do Pentágono e deixou quase 3 mil mortos, o que mudou na tecnologia e nos negócios?

Por Cristina De Luca, Marina Hortélio e Soraia Yoshida
Para onde vai a nova economia?

O Shift da Questão

Para onde vai a nova economia?

A Economia Espacial é composta por fabricantes de foguetes e satélites, infraestrutura de telecomunicações e internet, pesquisadores de mudanças climáticas, setores de defesa e mais

Por Cristina De Luca, Marina Hortélio, Silvia Bassi e Soraia Yoshida
Qual é o legado tecnológico da Olimpíada de Tóquio?

O Shift da Questão

Qual é o legado tecnológico da Olimpíada de Tóquio?

Os Jogos de Tóquio devem deixar uma herança de que a tecnologia pode nos fazer melhores, mais rápidos, enquanto nos oferece imagens construídas a partir de dados e nuvem

Por Cristina De Luca, Marina Hortélio e Soraia Yoshida
Os games vão invadir todas as praias?

O Shift da Questão

Os games vão invadir todas as praias?

A indústria de games é mais lucrativa do que o cinema em termos globais e as indústrias de esportes nos EUA

Por Cristina De Luca, Marina Hortélio e Soraia Yoshida