s
Crédito: Dreamstime
INOVAÇÃO

O mercado gigante das coisas muito pequenas

No mercado de nanotecnologia, as principais áreas de aplicação - eletrônicos, energia e biomedicina - aceleraram desde 2020

Por Silvia Bassi 08/04/2021

O prefixo NANO tem origem na palavra grega nanos (que significa “anão”) e se refere à bilionésima parte de uma unidade de medida - um nanômetro mede portanto um bilionésimo de metro. No mercado de nanotecnologia, no entanto, a conta é feita em grandes números e suas principais áreas de aplicação - eletrônicos, energia e biomedicina - aceleraram desde 2020.

A ReportLinkerempresa especializada em curadoria de relatórios e pesquisas de mercado, fez um apanhado das pesquisas mais recentes sobre o tema, pós-COVID-19, apontando que o mercado global de nanotecnologia e nanomateriais revisou para cima seus números e vai crescer de US$ 54,2 bilhões em 2020 para US$ 126,8 bilhões em 2027, mais que dobrando de tamanho, a uma taxa composta anual de crescimento (CAGR) de 12,9% no período.

Os nanomateriais - materiais em nanoescala (1 a 100 nanômetros) cujas propriedades, como condutividade, cor e dureza mecânica, mudam devido às suas dimensões - vão representar em 2027 mais de 2/3 desse mercado, ou US$ 107,4 bilhões. Um exemplo de nanomaterial é o grafeno, uma folha de carbono que tem a espessura de um átomo.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Deep tech: a revolução está a caminho

Inovação

Deep tech: a revolução está a caminho

Deep techs, ao contrário das startups convencionais, mira no que não está lá: elas criam novos negócios e produtos a partir de descobertas científicas

Por Silvia Bassi
Ray Kurzweil: 3 tecnologias que definirão nosso futuro

Inteligência Artificial

Ray Kurzweil: 3 tecnologias que definirão nosso futuro

De acordo com a lei de retorno acelerado de Kurzweil, as melhores ferramentas de hoje nos ajudarão a construir ferramentas ainda melhores amanhã

Por Sveta McShane e Jason Dorrier, Singularity Hub
Quando uma tendência tecnológica vira um produto

Inovação

Quando uma tendência tecnológica vira um produto

Desde os eletrodomésticos até os pratos terão sensores e serão conectados a sistemas inteligentes para tornar refeições mais saborosas, saudáveis e livres de bactérias

Por Redação The Shift