s

TENDÊNCIAS

Lojas autônomas criam novo modelo de varejo a ser explorado

Segundo Rodrigo Miranda, fundador da startup Zaitt, desafio atual é desenhar User Experience para o formato inovador de compras

Por João Ortega 10/12/2020

A pandemia levou a atenção do setor de varejo para o e-commerce. O comportamento digital de consumo ganhou destaque e nunca antes se comprou tantos produtos pela internet. Um exemplo disso é a Black Friday: houve recuo de 14,5% em vendas físicas no Brasil nesta data, diante de 21% de aumento no comércio eletrônico comparado ao ano passado. No entanto, a estimativa do mercado é de que 92% das vendas do varejo  ainda aconteçam em ponto de venda físico. 

Para não ficar para trás, o varejo físico precisa se reinventar. A automação surge como uma opção viável para cortar custos de operação, promover uma nova experiência de consumo e se alinhar à tendência da low touch economy. Soluções de automação para o varejo constituem um mercado global avaliado em US$ 11 bilhões em 2018, com crescimento projetado de quase 10% ao ano. 

Um levantamento da consultoria McKinsey afirma que, em um mercado de tamanho médio, mais de 55% do tempo trabalhado por funcionários humanos poderia ser automatizado. O estudo destaca que este campo tecnológico afeta não apenas a operação de frente das lojas, mas também todo o backoffice, cadeia de suprimentos e estoque. 

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Retomada do food service será digital

Economia Digital

Retomada do food service será digital

Após perder 1,3 milhão de empregos, setor de bares e restaurantes volta a crescer e gerar oportunidades de trabalho

Por João Ortega
5 grandes tendências aceleradas pela pandemia

Economia Digital

5 grandes tendências aceleradas pela pandemia

Mesmo com a liberação de vacinas para Covid-19, a aceleração na mudança veio para ficar no e-commerce, no trabalho remoto e nos hábitos diários

Por Redação The Shift
Fábrica conta com produção inteligente e compartilhada

Inovação

Fábrica conta com produção inteligente e compartilhada

O maquinário robótico é integrado a sensores de IoT e algoritmos de IA capazes de otimizar a produção a partir dos dados das plataformas de e-commerce da Alibaba

Por Redação The Shift