s
A liderança servidora é orientada para o “outro” e reflete a resolução, convicção ou crença de que liderar os outros significa um movimento para além de si próprio
FRONTEIRAS DA GESTÃO

Liderança servidora

A estratégia vai muito além das escolhas sobre como uma empresa deve se posicionar para obter retornos acima da média

Liderança é geralmente associada a grandes personalidades carismáticas que possuem traços e comportamentos capazes de transformar pessoas, grupos, empresas e a sociedade. Em 2021, basta ver a tradicional lista da revista “Time” de personalidades mais importantes do mundo e se deparar com celebridades empresariais — dentre elas Tim Cook,  CEO da Apple, e Luiza Helena Trajano, presidente do conselho de administração do Magazine Luiza. Contudo, essa abordagem clássica tem sido desafiada por outro tipo de liderança: a servidora.

Liderança servidora se diferencia da liderança carismática, por dois principais aspectos. Primeiro, é uma liderança orientada para o “outro”, que reflete a resolução, convicção ou crença de que liderar os outros significa um movimento para além de si
próprio.

Segundo, se manifesta ao priorizar necessidades e interesses individuais de seguidores, reconhecendo que cada pessoa é única e tem diferentes desejos, metas, pontos fortes e limitações. Dessa maneira, a liderança servidora faz com que seguidores mudem sua maneira de pensar e agir em prol da caridade ao próximo, gerando impacto positivo na vida dos outros.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Mais Samir Lótfi Vaz