s
Jeff Bezos vai deixar o comando da Amazon e assumir a frente do conselho da empresa em 2021 Crédito: Divulgação
LIDERANÇA

Lições de sucesso de Jeff Bezos

Para os novos empreendedores, a jornada da Amazon deixa vários ensinamentos sobre como colocar o cliente no centro de tudo

Na hora de batizar sua companhia, o primeiro nome que ocorreu a Jeff Bezos foi Relentless.com. O que diz tudo sobre a forma como ele construiu a Amazon e a transformou no empreendimento mais centrado no cliente dos tempos modernos. A Inc. resumiu a fórmula de sucesso de Bezos em 11 lições para os empreendedores.

Framework de minimização. Bezos usa um exercício mental na hora de pensar em negócios e tomar decisões, que é imaginar que vai fazer 80 anos e olhar para o que fez na vida – e minimizar o número de arrependimentos.

Oportunidade certa. Bezos acreditou fortemente na internet e suas possibilidades, por isso pensou em criar um negócio na internet, antes de criar uma livraria. Quando criou a Amazon em 1994, o volume de títulos impressos era enorme e despachar livros era relativamente fácil e custava pouco.

Receba grátis nossa newsletter

Cliente é tudo. Ou nas palavras de Bezos, “foco obsessivo, compulsivo no consumidor”. Ao forçar os executivos a escrever menos de seis páginas sobre cada novo produto, ele os fazia pensar no produto pela visão do cliente.

Valor acima dos custos. Nos primeiros anos, o acesso à Internet era lento e nem todos tinham computador em casa. Por isso a preocupação da Amazon em oferecer algo que o consumidor não pudesse achar em outro lugar – uma experiência de valor, seleção ilimitada e entrega perfeita.

Nada de temer a concorrência. Tenha medo do cliente, isso sim. Em resumo, colocar o foco no lugar certo.

Longo prazo. Em sua carta aos acionistas em 1997, Bezos sinalizou aos investidores que seu negócio era olhar para frente. Foi assim com a Amazon Prime: criar valor que faria todo mundo querer assinar. Nada de curto prazo na Amazon.

Eficiência a todo custo. Desde o início, a Amazon foi pensada para vender todo tipo de produtos. Os livros foram a porta de entrada para construir uma base de assinantes, atrair empresas terceirizadas, mais clientes e assim por diante. Quanto mais vendas, mais os processos se tornavam eficientes, preços melhores – e o dinheiro excedente aplicado em growth.

Missão e propósito. Para atrair talentos, essa é a combinação da Amazon.

Cultura do quero mais. Apesar das críticas de excesso de trabalho, longas jornadas, a Amazon sempre atraiu talentos e teve um enorme impacto no mundo. É importante reconhecer a trajetória da empresa e cuidar dela, diz Bezos.

Tipo de decisão. Há decisões que são irreversíveis e que trazem grandes consequências, que a Amazon chama de Tipo 2. Bezos supervisionava essas decisões diretamente. O truque é identificar qual é qual e decidir rápido sobre as Tipo 1, em que se pode voltar atrás.

Ouvido atento a críticas. Mas pero no mucho. Bezos diz que o importante é entender se os críticos estão certo e aí, mudar. Foi assim em 2009, quando a Amazon distribuiu ilegalmente cópias de 1984, de George Orwell. Ao notar o erro, a empresa deletou remotamente as cópias do Kindle dos usuários, pagou para mandar novas cópias e ainda um pedido de desculpas em que assumia o erro.

A jornada do Magazine Luiza para digitalizar o varejo nacional

Economia Digital

A jornada do Magazine Luiza para digitalizar o varejo nacional

Entre abril de 2017 e dezembro de 2020 o Magazine Luiza comprou 15 empresas, 11 só este ano. Pagou R$ 290 milhões pela Hub Fintech, para entrar no jogo dos serviços financeiros

Por Silvia Bassi
Além dos filmes e séries: o streaming impacta outras indústrias

Streaming

Além dos filmes e séries: o streaming impacta outras indústrias

Conteúdo esportivo, plataformas de educação e cloud gaming são alguns dos universos em que a tecnologia de streaming tem papel fundamental

Por João Ortega

Liderança

"Continuamos no Day 1", diz Jeff Bezos aos acionistas da Amazon

A edição 2020 da famosa carta anual do CEO da Amazon.com, tradição desde 1997, aponta que os tempos estão "incrivelmente difíceis, mas são um lembrete do impacto que nós podemos fazer na vida das pessoas"

Por Redação The Shift