s
Crédito: Shutterstock

ECONOMIA DIGITAL

Economias digitais avançadas administraram melhor a crise, diz WEF

Relatório de Competitividade Global deixa se fazer o ranqueamento dos países pela primeira vez para focar nos imperativos da recuperação econômica

Por Cristina De Luca 21/12/2020

Quase um ano após o início da crise Covid-19, a profunda recessão econômica que ela desencadeou continua a ter profundas consequências econômicas e sociais. Embora nenhuma nação tenha saído ilesa, o Relatório de Competitividade Global do Fórum Econômico Mundial desta no conclui que países com economias digitais avançadas e habilidades digitais, redes de segurança social robustas e experiência anterior em lidar com epidemias administraram melhor o impacto da pandemia em suas economias e cidadãos.

Pela primeira vez, o relatório abriu mão de ranquear os países. A edição especial deste ano optou por descrever as prioridades para recuperação da economia mundial em função da pandemia. E encoraja os países a focarem em quatro transformações consideradas essenciais: a do ambiente, tornando favorável ao empreendedorimo digital, capital humano, mercados e ecossistema de inovação. Sem elas, a recuperação estará comprometida, no entender dos organizadores do estudo.

  • Transformação o ambiente favorável: o relatório recomenda que os governos priorizem a melhoria da prestação de serviços públicos, planejem a gestão da dívida pública e a expansão da digitalização e do acesso às infraestruturas básicas, como eletricidade e banda larga. A longo prazo, recomenda-se uma tributação mais progressiva, a atualização dos serviços públicos e a construção de uma infraestrutura mais verde.
  • Transformando o capital humano:  a defesa é de uma transição gradual de esquemas de licença para uma combinação de investimentos proativos em novas oportunidades de mercado de trabalho, uma ampliação de programas de requalificação e qualificação e redes de segurança para ajudar a impulsionar a recuperação. No longo prazo, as lideranças políticas e empresariais devem trabalhar para atualizar os currículos educacionais, reformar as leis trabalhistas e melhorar o uso de novas tecnologias de gestão de talentos.
  • Transformando os mercados: embora os sistemas financeiros tenham se tornado significativamente mais estáveis ​​desde a última crise financeira, eles precisam ser mais inclusivos, e a crescente concentração do mercado e o aumento das barreiras ao movimento de bens e pessoas correm o risco de impedir a transformação dos mercados. O relatório recomenda a introdução de incentivos financeiros para que as empresas se envolvam em investimentos sustentáveis ​​e inclusivos, ao mesmo tempo que atualizam as estruturas de concorrência e antitruste.
  • Transformando o ecossistema de inovação: embora a cultura empresarial tenha florescido na última década, a criação de novas empresas, tecnologias inovadoras e produtos e serviços que implantam essas tecnologias estagnou. O relatório recomenda que os países expandam o investimento público em P&D e, ao mesmo tempo, o incentive no setor privado. No longo prazo, os países devem apoiar a criação dos “mercados de amanhã” e motivar as empresas a adotar a diversidade para aumentar a criatividade e a relevância no mercado.

Dados de 37 países foram mapeados em relação às 11 prioridades delineadas no relatório. A conclusão? Embora nenhum país esteja totalmente preparado para a recuperação e a transformação econômica, alguns estão em melhor posição do que outros.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Pandemia traz várias crises e muitos riscos

Economia

Pandemia traz várias crises e muitos riscos

Um relatório do Fórum Econômico Mundial identifica quatro áreas de preocupação quando se pensa em análise risco, incluindo ansiedades sociais com riscos de perturbação social

Por Redação The Shift
Lideranças em xeque na pandemia

Carreira

Lideranças em xeque na pandemia

A crise do Covid-19 ampliou o recrutamento de profissionais C-levels. A busca é por um perfil ágil, habilidades para desenvolver estratégias digitais e foco em transformação digital

Por Redação The Shift
CFOs trabalham com múltiplos cenários para Covid-19

Economia

CFOs trabalham com múltiplos cenários para Covid-19

Pesquisa do Gartner aponta que os diretores financeiros estimam uma queda de pouco menos de um terço devido ao impacto da pandemia, mas muitos enxergam cenários bem mais pessimistas

Por Redação The Shift