s
As empresas estão sob pressão para fazer sua parte nos esforços globais de descarbonização Crédito: Unsplash
SUSTENTABILIDADE

Descarbonização criará maior oportunidade de investimento já vista

Para Larry Fink, CEO da gestora BlackRock, as empresas que não se adaptarem vão ficar para trás nos negócios

Por Soraia Yoshida 24/01/2022

Em dois anos, os investimentos em ativos sustentáveis atingiram US$ 4 trilhões. A BlackRock aposta que esse deslocamento de capital só vai crescer e que todas as empresas e setores serão transformados para um mundo de emissão zero. “Isso é apenas o começo”, afirmou o CEO Larry Fink em sua tradicional carta aos acionistas. “A mudança tectônica em direção ao investimento sustentável ainda está se acelerando. Seja o capital sendo implantado em novos empreendimentos focados em inovação energética ou a transferência de capital de índices tradicionais para portfólios e produtos mais personalizados, veremos mais dinheiro em movimento”.

Ao destacar a relação entre capitalismo e sustentabilidade – tema ultra presente em suas últimas cartas – Larry Fink lança uma provocação às lideranças corporativas: “Você conduzirá ou será conduzido?”.

As empresas estão sob pressão para fazer sua parte nos esforços globais de descarbonização, que estiveram no centro das discussões da COP 26. Para a BlackRock, isso sinaliza a maior oportunidade de investimento de todos os tempos – e a maior ameaça para as companhias que não seguirem os preceitos de governança ambiental, social e corporativa (ESG). “Acredito que a descarbonização da economia global criará a maior oportunidade de investimento de nossa vida. Também deixará para trás as empresas que não se adaptarem, independentemente do setor em que estejam. E assim como algumas empresas correm o risco de serem deixadas para trás, o mesmo acontece com cidades e países que não planejam o futuro”, afirma o CEO da gestora. “A descarbonização da economia será acompanhada por uma enorme geração de empregos para aqueles que se engajarem no necessário planejamento de longo prazo”, diz.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis e tenha acesso a 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

10 principais tecnologias emergentes de 2021 da WEF

Inovação

10 principais tecnologias emergentes de 2021 da WEF

A edição do 10º aniversário do Relatório das 10 principais tecnologias emergentes do Fórum Econômico Mundial lista as novas tecnologias que devem impactar o mundo nos próximos três a cinco anos

Por Mariette DiChristina e Bernard Meyerson, Fórum Econômico Mundial
A métrica perdida do Net Zero

Tendências

A métrica perdida do Net Zero

Um estudo do BCG indica que 91% das empresas não consegue medir suas emissões de CO2, e quase metade delas admite errar em até 40% as métricas

Por Silvia Bassi
COP dos Negócios: o que muda para as empresas

Tendências

COP dos Negócios: o que muda para as empresas

Após a Conferência do Clima em Glasgow, as empresas estão diante mudanças no uso de combustíveis fósseis, projetos em florestas, emissões de gases de efeito estufa

Como descarbonizar o transporte pesado

Inovação

Como descarbonizar o transporte pesado

O transporte de cargas pesadas constitui apenas 1% da frota, mas é responsável por 25% das emissões rodoviárias globais

Por Amina Hamidi e Enrique Meroño, World Economic Forum
Investimento recorde em Climate Tech: mais capital para cuidar da Terra

Tendências

Investimento recorde em Climate Tech: mais capital para cuidar da Terr...

A guinada ESG dos investidores e urgência de criar soluções para as mudanças climáticas atraem investimentos para as Climate Techs.

Por Marina Hortélio
Techlash, endemia, crunch climático: o que esperar do mundo em 2022

Tendências

Techlash, endemia, crunch climático: o que esperar do mundo em 2022

As tendências que vão dominar a economia e os negócios, segundo estudo da Economist