s
Crédito: Ekaterina Bolovtsova/Pexels
TENDÊNCIAS

Como se dar bem na economia low touch

As empresas e empreendedores que querem avançar na economia digital precisam começar pelos chamados espaços vazios e pelo entendimento de que há novos trabalhos a fazer

"A Covid-19 pode demorar a passar, mas as oportunidades de novos negócios vão sumir rápido", alerta um dos fundadores da Board of Innovation, Philippe De Ridder, no final da versão atualizada do relatório sobre a economia Low Touch, que a consultoria vem produzindo desde o final do ano passado. Falamos dele em uma das edições de maio da The Shift, mas vale a pena retomar a conversa por conta dos inputs importantes no relatório.

Como se dar bem na economia low touch? Comece entendendo quais são os white spaces (ou espaços vazios) para onde é possível endereçar os novos esforços digitais da sua empresa, e como ocupá-los resolvendo os novos problemas que um cenário DC (Depois da Covid-19) traz para os consumidores.

ENTENDA, esses white spaces só estão ali porque há novos "jobs to be done" dos seus clientes/consumidores, nascidos da pandemia do novo coronavírus, potencialmente o maior "imbroglio" da história da humanidade. "As pessoas não compram simplesmente produtos e serviços, elas os "contratam" para avançar em circunstâncias específicas", diz a teoria idealizada pelo professor Clayton Christensen.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Futuro das fintechs pode incluir biofintechs e sistemas à prova de invasão quantum

Tendências

Futuro das fintechs pode incluir biofintechs e sistemas à prova de in...

O futurista Bernard Marr lista as principais tendências de fintechs que vnao crescer nos próximos dez anos. Confira a lista completa

Saúde é a próxima aposta das Big Techs em negócios de bilhões

Tendências

Saúde é a próxima aposta das Big Techs em negócios de bilhões

Amazon, Google, Microsoft e Nvidia estão entre as empresas que investem em IA e computação em nuvem para desenvolver novos medicamentos e serviços de saúde

IA Generativa está mudando o perfil dos empregos

Tendências

IA Generativa está mudando o perfil dos empregos

As empresas estão contratando pessoas com conhecimento ou familiaridade com a IA Generativa, mas ainda precisam investir na mudança de processos. Entenda

Com tanta urgência no mundo, será que dá para falar em desacelerar? 

Tendências

Com tanta urgência no mundo, será que dá para falar em desacelerar?...

É importante pensar no assunto, porque esse é o grande desejo dos consumidores segundo a 10⁠ª edição do The Future 100, realizado pelo grupo de publicidade VML

O poder dos superfãs

Tendências

O poder dos superfãs

Uma legião de superfãs, e o apreço das novas gerações pela IA Generativa, sinalizam novas oportunidades de receita para as empresas de Mídia e Entretenimento Digital, diz a Deloitte.

O fim está próximo... Da crise!

Economia

O fim está próximo... Da crise!

O relatório bienal do Silicon Valley Bank aponta que estamos mais perto do fim da crise do que do começo. Mas nada mais será como 2021.