s
Crédito: Ekaterina Bolovtsova/Pexels
TENDÊNCIAS

Como se dar bem na economia low touch

As empresas e empreendedores que querem avançar na economia digital precisam começar pelos chamados espaços vazios e pelo entendimento de que há novos trabalhos a fazer

"A Covid-19 pode demorar a passar, mas as oportunidades de novos negócios vão sumir rápido", alerta um dos fundadores da Board of Innovation, Philippe De Ridder, no final da versão atualizada do relatório sobre a economia Low Touch, que a consultoria vem produzindo desde o final do ano passado. Falamos dele em uma das edições de maio da The Shift, mas vale a pena retomar a conversa por conta dos inputs importantes no relatório.

Como se dar bem na economia low touch? Comece entendendo quais são os white spaces (ou espaços vazios) para onde é possível endereçar os novos esforços digitais da sua empresa, e como ocupá-los resolvendo os novos problemas que um cenário DC (Depois da Covid-19) traz para os consumidores.

ENTENDA, esses white spaces só estão ali porque há novos "jobs to be done" dos seus clientes/consumidores, nascidos da pandemia do novo coronavírus, potencialmente o maior "imbroglio" da história da humanidade. "As pessoas não compram simplesmente produtos e serviços, elas os "contratam" para avançar em circunstâncias específicas", diz a teoria idealizada pelo professor Clayton Christensen.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

PMEs e startups: uma parceria em prol da digitalização

Inovação

PMEs e startups: uma parceria em prol da digitalização

Com mais maturidade digital, as pequenas e médias empresas brasileiras podem beneficiar ainda mais a economia. As startups trazem soluções para apoiar a digitalização.

Chega de embromação:

Entrevista

Chega de embromação: "temos que colocar dinheiro nas mãos das mulhe...

Para a CEO da socialtech B2Mamy, Dani Junco, só o dinheiro liberta. Por isso, as startups e as iniciativas de apoio ao empreendedorismo feminino devem receber mais cheques.

É real: dados e IA turbinam vendas

Inteligência Artificial

É real: dados e IA turbinam vendas

Não faltam exemplos, em diferentes pontos do processo, como mostram os cases das startups Nubimetrics, RelevanC e Retargetly

Bancos devem inovar mais para continuarem competitivos

Tendências

Bancos devem inovar mais para continuarem competitivos

Principalmente explorar oportunidades para aumentar os recursos de pagamentos por meio de DLTs, CDBCs, tokenização e outras soluções

Liberdade para quem?

Economia

Liberdade para quem?

Elon Musk pagou US$ 44 bilhões pelo Twitter, mas seus problemas são muito maiores de que só encontrar um jeito de fazer o upside financeiro da rede social

2023, o ano do Defi 3.0?

Tendências

2023, o ano do Defi 3.0?

Projetos FaaS (Farming as a Service) pedem passagem no universo das finanças descentralizadas