s
Crédito: Colourbox

INOVAÇÃO

Como futuristas podem impactar a indústria

A maioria das grandes empresas possui um setor em que uma equipe de futuristas trabalha para antever cenários, tendências e produtos. Mas em muitos casos, só querem saber das tendências

Por Soraia Yoshida 29/01/2021

Futuristas são profissionais cujo trabalho é observar e prever. Eles pesquisam tendências, conversam com pessoas com experiências diferentes e estudam como as coisas estão mudando. Quanto mais longe forem capazes de enxergar a mudança, mais isso ajuda seu trabalho.

Segundo o empreendedor e autor Ross Dawson, as empresas empregam futuristas por razões que podem ter a ver mais com a necessidade de integrar esse mindset na organização. "Freqüentemente, o valor-chave que os futuristas trazem é ajudar os executivos a reconhecer plenamente as forças da mudança em seu setor, a ponto de tomar uma ação coordenada", diz.

Ou como define bem este paper: "Um 'futurista organizacional' é definido como um futurista trabalhando como funcionário em tempo integral para uma única organização com responsabilidade pelas atividades de projeção", define este paper. A posição de futurista seria, portanto, ocupada por "alguém com experiência como futurista profissional que poderia trabalhar 'dentro' com os clientes e ajudar a traduzir o trabalho de projeção – promovendo assim a integração da projeção dentro da organização".

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Deep tech: a revolução está a caminho

Inovação

Deep tech: a revolução está a caminho

Deep techs, ao contrário das startups convencionais, mira no que não está lá: elas criam novos negócios e produtos a partir de descobertas científicas

Por Silvia Bassi
Inovação Aberta pode fomentar polos regionais de inovação

Inovação

Inovação Aberta pode fomentar polos regionais de inovação

Açaí Valley, associação de startups do Pará, está colhendo frutos da conexão entre grandes empresas e empreendedores locais

Por João Ortega
Na vanguarda da Realidade Virtual

Entrevista

Na vanguarda da Realidade Virtual

O cineasta Ricardo Laganaro acredita no potencial da tecnologia para transformar experiências já existentes, como mostra em seu filme "A Linha", que utiliza elementos de Realidade Virtual

Por João Ortega