s
Crédito: Efe Kurnaz/Unsplash
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Avanço da IA pressiona a governança de dados

Em particular, as empresas utilizarão a IA para oferecer uma melhor experiência ao cliente, bem como ajudar os funcionários a se tornarem melhores em seus empregos

A Covid-19 encurtou a jornada para a IA, garante o Gartner. Até o final de 2024, 75% das organizações passarão da fase piloto para a operacionalização da tecnologia. Os gastos mundiais com inteligência artificial (IA) devem dobrar nos próximos anos, atingindo US$ 110 bilhões até 2024, comprovam novos dados do IDC. Em particular, as empresas utilizarão a IA para oferecer uma melhor experiência ao cliente, bem como ajudar os funcionários a se tornarem melhores em seus empregos.

Essa aceleração na adoção da tecnologia já começa a pressionar a governança de dados e analítica. Quarenta e dois por cento dos líderes de dados e análises não avaliam, medem ou monitoram sua governança de dados e análises, de acordo com uma pesquisa recente do Gartner. Aqueles que disseram ter medido sua atividade de governança focaram principalmente em atingir as metas orientadas para conformidade.

Liderar mudanças de cultura, desenvolver programas de alfabetização de dados e capacitar a equipe existente para construir uma equipe eficaz de dados e análise são tarefas para ontem. Assim como garantir a qualidade dos dados usados.

CADASTRE-SE GRÁTIS PARA ACESSAR 5 CONTEÚDOS MENSAIS

Já recebe a newsletter? Ative seu acesso

Ao cadastrar-se você declara que está de acordo
com nossos Termos de Uso e Privacidade.

Cadastrar

A Inteligência Aumentada, que pode fornecer aos executivos modelos sofisticados como base para a tomada de decisões de curto e longo prazo, está começando a ganhar força em vários setores.  Para inovar além de um mundo pós-Covid, os líderes exigem análise em velocidade e escala cada vez maiores. Para que não falhem, o Augmented Data Management (ADM) precisa estar presente.

Cientistas de dados gastam uma grande parte de seu tempo coletando e preparando dados, o que suprime a capacidade de sua eficácia e produtividade. Consequentemente, a automação com gerenciamento de dados aprimorado capacita os cientistas a desviar seus esforços para uma atividade de maior valor. As previsões apontam que o gerenciamento de dados aprimorado pode diminuir as tarefas manuais de gerenciamento de dados em até 45%.

A IA produtiva precisa ser confiável

Inteligência Artificial

A IA produtiva precisa ser confiável

Durante o evento SAS Innovate 2024, a fornecedora mostrou soluções para auxiliar clientes a aproveitar os benefícios da tecnologia com segurança.

AI Index 2024 impressiona

Inteligência Artificial

AI Index 2024 impressiona

Mostra um avanço significativo da IA, conduzido principalmente pela iniciativa privada. Mas a corrida tem seus efeitos colaterais. Faltam avaliações robustas e padronizadas para a IA Responsável. Além disso, a IA vence os humanos em al...

A desilusão da IA Generativa

Inteligência Artificial

A desilusão da IA Generativa

Muitos heavy users exigirão além do que a tecnologia pode entregar, e as próprias corporações, sem políticas de inovação nem dados estruturados, deixarão de aproveitar a promessa de eficiência

Por Yuri Gitahy *
Poderes e limitações dos robôs

Inteligência Artificial

Poderes e limitações dos robôs

Daniela Rus, roboticista e diretora do MIT CSAIL em parceria com Gregory Mone mostram como a robótica pode auxiliar a humanidade no futuro em um novo livro.

E a IA dominou a pista

Inteligência Artificial

E a IA dominou a pista

O relatório anual Enterprise Tech 30, que publica a lista das startups de tecnologia corporativa mais promissoras, na visão dos grandes VCs, mostra startups de IA ocupando espaços do SaaS.

Bolha de IA Generativa? Talvez não...

Inteligência Artificial

Bolha de IA Generativa? Talvez não...

"Momento desânimo" na comunidade de IA. A constatação de que os bilhões de dólares investidos não vão retornar tão rápido, faz nascer a ideia de uma bolha de IA Generativa. Mas...